Seleção

COPA AMÉRICA

Neymar, fortaleza e ponto fraco da Seleção Brasileira

Atacante do tem em seu talento arma letal para a Seleção, mas sua vida pessoal é um calcanhar de Aquiles que pode afetar os sonhos de um nono troféu

postado em 04/06/2019 12:58 / atualizado em 04/06/2019 13:20

<i>(Foto: Lucas Figueiredo/CBF)</i>
Indisciplina. Agressão. Irregularidade em campo e lesões. A essa pesada bagagem que Neymar trouxe à Copa América do Brasil se soma agora uma denúncia de estupro que lança uma sombra em sua participação no torneio e suas possibilidades de reconciliação com o futebol.

O atacante do Paris Saint-Germain tem em seu talento futebolístico uma arma letal para a Seleção, mas sua vida pessoal é um calcanhar de Aquiles que pode afetar os sonhos de um nono troféu continental para o Brasil, que sempre foi campeão quando sediou a competição.

- A acusação de estupro -

Uma mulher cuja identidade é mantida em segredo afirma que Neymar a estuprou em um hotel de Paris, para onde ela viajou em maio a convite do astro brasileiro.

Neymar se defendeu mostrando o que garante serem conversas íntimas entre os dois via WhatsApp, com fotos da moça vestindo trajes íntimos e mensagens eróticas, que foram enviadas um dia depois do suposto abuso. Ele alega ser vítima de uma tentativa de extorsão.

"São momentos íntimos, mas é necessário expô-los para provar que realmente não ocorreu nada de mais", disse o camisa 10 da Seleção Brasileira em um vídeo.

Mostrar sem consentimento as imagens recebidas que mostram uma pessoa nua fez com que a polícia abrisse um inquérito.

Para o técnico Tite, Neymar é um jogador tecnicamente "imprescindível", mas não "insubstituível". 

"Não temos os fatos claros. Só o tempo pode dar essas respostas todas (...) A Seleção está acima de todos nós", afirmou.

A equipe apoia o jogador.

"Acredito na inocência de Neymar. Acredito que não tenha acontecido nada do que ele foi acusado. Eu tenho certeza de que no que depender de nós jogadores, e da comissão técnica, estaremos 100% apoiando ele para que nada disso interfira no desempenho dele dentro de campo", afirmou o volante Fernandinho.


- Indisciplina -

O escândalo chega em um momento delicado para Neymar, que depois de agredir um torcedor  após a derrota do PSG na Copa da França foi punido com três partidas de suspensão e perdeu a braçadeira de capitão da Seleção, que Tite cedeu a Daniel Alves.

Antes disse, quando se recuperava de uma lesão, viu das tribunas o duelo do PSG com o Manchester United pela Liga dos Campeões. Após a derrota de sua equipe insultou os árbitros em sua conta no Instagram. A Uefa também o sancionou com três partidas.

 

- O mais caro mas não o melhor -

Neymar é um jogador que desequilibra, é rápido e participa de quase todos os ataques de sua equipe. Tem 60 gols com a camisa da Seleção e é o terceiro maior artilheiro da história atrás de Pelé (77) e Ronaldo (62).

Mas o panorama não é animador.

"Neymar chega para disputar a Copa América numa situação muito diferente da que ele disputou a Copa do Mundo (2014) e Olimpíada (2016), quando era candidato a ser um dos três melhores jogadores do mundo", disse à AFP o jornalista esportivo Juca Kfouri.

Apesar de ser o jogador mais caro do mundo, "hoje ele certamente não está entre os três melhores do mundo e tem como missão de demonstrar ao torcedor brasileiro que ele é capaz de tecnicamente comandar a Seleção coisa que até hoje ele não foi capaz de fazer", acrescenta.

Kfouri sugere uma explicação para a situação vivida por Neymar com a camisa do Brasil. "O fato dele ser o único jogador extra-classe da Seleção Brasileira, deu a ele privilégios que quando você tinha na Seleção os dois Ronaldos mais o Rivaldo, eles não tinham. Porque tinha mais gente, não era apenas um. E o Neymar é único".

- Lesões e quedas -

A tudo isso se soma uma temporada prejudicada por uma lesão no pé, além de sua polêmica atuação no Mundial da Rússia, onde foi mais protagonista por suas quedas do que por seu jogo.

Na semana passada, nos primeiros dias de treinos na Granja Comary, na região serrana do Rio de Janeiro, Neymar sentiu dores no joelho esquerdo e preocupou seus médicos, mas já voltou a treinar. 

Em meio a toda essa maré, rumores da imprensa europeia apontam que tanto seu ex-clube Barcelona quanto o Real Madrid estariam interessados em contratá-lo.


- Do Instagram para a vida real -

Neymar precisa se reencontrar com a torcida e deixar claro que seu jogo é tão fantástico quanto sua vida no Instagram, onde tem 119 milhões de seguidores.

O astro chega aos treinos na Granja Comary em um ostentoso helicóptero com suas iniciais. E em seu aniversário de 27 anos, embora de muletas devido à lesão sofrida no início do ano, organizou uma festa extravagante.

Mas também é conhecido por sua filantropia, por meio de uma fundação que apoia o esporte entre crianças carentes.

"Não é fácil ser Neymar. É difícil estar na pele dele", disse no ano passado o coordenador da CBF, Edu Gaspar, sobre o criticado desempenho do jogador na Copa da Rússia de 2018.

As pessoas mais próximas se referem a ele como "menino" embora seja um homem de 27 anos, com barba e pai de um garoto.

Tags: selefut neymar futnacional futinternacional