UAI

2

Procópio dispara sobre ausência de Hulk na Seleção: 'Política'

Ex-jogador e treinador do Atlético vê atacante como o melhor jogador em atividade no futebol brasileiro; em 2022, atleta soma 18 gols em 19 jogos

23/05/2022 17:35 / atualizado em 23/05/2022 17:44
compartilhe
Procópio Cardozo, ex-jogador e treinador do Atlético, avalia que Hulk deveria integrar a Seleção Brasileira
foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press

Procópio Cardozo, ex-jogador e treinador do Atlético, avalia que Hulk deveria integrar a Seleção Brasileira


O ex-jogador e treinador Procópio Cardozo disparou sobre a ausência do atacante Hulk, do Atlético, nas últimas convocações para a Seleção Brasileira. "É política", opinou o ex-zagueiro.
 
 

Na tarde desta segunda-feira (23), Procópio participou do podcast Clube dos Setoristas, do Superesportes, transmitido ao vivo pelo Portal UAI. Ele relembrou histórias antigas do futebol e falou sobre os momentos de América, Atlético e Cruzeiro.

Ao comentar sobre a ausência do principal goleador alvinegro na Seleção, o ex-jogador foi enfático. Ele enfatizou que o grupo deve contar com os melhores jogadores em atividade.

"Política (motivo da ausência de Hulk)! Física e tecnicamente, é o melhor jogador em atividade no futebol brasileiro. Há muito tempo. Eu conheço o Tite de quando vim para o Atlético na tentativa de salvá-lo do rebaixamento. Não só o Hulk, mas tem alguns jogadores aqui e fora que mereceriam ter chance na Seleção Brasileira", opinou.

"Sempre vi jogadores serem preteridos porque não têm um empresário bom à altura ou não estão em um time forte. Então, é com pesar que eu vejo isso, porque Seleção - e  nome já diz - tem que ter os melhores", completou.
 

Jogadores do Atlético que marcaram pela Seleção Brasileira no século

 

Procópio não poupou elogios a Hulk. Na avaliação do ex-treinador, o atacante do Atlético é um jogador "imprescindível em um time de futebol".

"O Hulk já provou, desde o ano passado. É um jogador que, além de forte, é bom tecnicamente. É bom de grupo, joga de um lado e do outro do campo, ajuda os companheiros e faz gols. É um jogador imprescindível em um time de futebol, eu acho", analisou.

Integrante do grupo que disputou a Copa do Mundo de 2014, Hulk tem encontrado dificuldades para se reafirmar na Seleção Brasileira. Ele até foi convocado por Tite em agosto de 2021, mas não voltou a ser chamado pelo treinador gaúcho.
 
 

Compartilhe