UAI

2

Tite destaca atuação do Brasil contra a Coreia do Sul: 'Perninhas rápidas'

Seleção Brasileira derrotou a Coreia do Sul por 5 a 1, em amistoso, com gols marcados por Neymar (2), Richarlison, Philippe Coutinho e Gabriel Jesus

02/06/2022 12:38 / atualizado em 02/06/2022 13:56
compartilhe
Tite ficou satisfeito com a atuação do Brasil na vitória sobre a Coreia do Sul
foto: Lucas Figueiredo/CBF

Tite ficou satisfeito com a atuação do Brasil na vitória sobre a Coreia do Sul

No primeiro dos dois amistosos desta data Fifa que servem de preparação para a Copa do Mundo do Catar, o Brasil goleou a Coreia do Sul por 5 a 1, nesta quinta-feira, em Seul. Em entrevista coletiva, o técnico Tite se mostrou satisfeito com o desempenho do time.

Fotos do amistoso entre Coreia do Sul e Brasil





"A Seleção Brasileira esteve num patamar de desempenho em jogos recentes nosso. Fazer isso fora de casa, em ambiente e situação diferente, com nosso relógio biológico, com o fuso, é difícil. Tive que tomar um bando de café e, se não estiver com a cabeça legal não, é difícil fazer isso com esse nível de desempenho", ressaltou.

O treinador da Seleção Brasileira buscou elogiar tanto os titulares quanto os reservas no amistoso contra a Coreia do Sul,

"Gostei não só de quem começou entre os 11, mas de quem entrou. Ainda mais com alguns atletas vindo depois e trazer para esse nível de desempenho. Eu falo das 'perninhas rápidas'. Quanto mais o Fábio (Mahseradjian, preparador físico) colocar, mais o adversário se desgasta. A Seleção teve um padrão de atuação dos últimos jogos", comentou Tite.



Tite destacou a atuação do lateral esquerdo Alex Sandro, um dos melhores do Brasil em campo. O jogador da Juventus participou de três gols (sofreu os dois pênaltis que Neymar converteu) da vitória brasileira.

"O Alex Sandro teve um grande jogo na vitória contra o Uruguai (4 a 1 no ano passado, pelas Eliminatórias). Depois ele teve desgaste, lesões e não conseguiu manter o nível. Tivemos visita a ele, falamos para ele desenvolver. No último jogo da Juventus eu assisti e mandei mensagem para ele parabenizando. Ele tem noção e leitura de jogo muito alta e por trás qualidade e força de chegada", afirmou.


Concentração após o gol de empate


O técnico falou mais do que gostou do Brasil em campo. "As construções e os 'perninhas rápidas'. A gente ajustou no intervalo porque o Raphinha estava vindo buscar muito atrás a bola. Ele tem a jogada construída e pensa na combinação com Neymar. No primeiro tempo a gente tinha que ter ele mais na última linha e eu dizia 'calma, espera'.

Ele voltou a falar em Alex Sandro, mostrando ter gostado mesmo da exibição do lateral. "Gostei de ter tomado o empate e ter mantido o nível de concentração. No pênalti, do Alex Sandro, devemos ter ficado circulando a bola mais de um minuto e meio. Foi 1 minuto e 40 segundos até ter a infiltração. O Alex Sandro não é o jogador que fica lá na frente, vem de trás para surpreender. Esse aspecto também, tomar o empate e manter o nível de concentração, a bola não queimar no pé, rodar até encontrar o espaço".

Cléber Xavier, auxiliar de Tite, complementou: "A equipe da Coreia é muito dinâmica, constrói de trás e a dinâmica para agredir marcação. Tinham seis jogadores que em 2018 venceram a Alemanha, se não entrar com foco eles te atropelam e foram super agressivos".



Compartilhe