CRUZEIRO

Proposta de renovação do Watford 'mexe' com Gomes, e ex-goleiro do Cruzeiro repensa aposentadoria

Decisão será tomada até o fim da próxima semana, garantiu o jogador

postado em 25/05/2019 08:00 / atualizado em 27/05/2019 15:07

<i>(Foto: Glyn Kirk/AFP)</i>
Aos 38 anos, o goleiro Gomes estuda “pendurar as luvas”. Revelado no Cruzeiro em 2002 e campeão da Tríplice Coroa em 2003, o jogador estava praticamente decidido a se aposentar em junho, quando vence o seu vínculo com o Watford. Entretanto, uma proposta de renovação por um ano do clube inglês, onde ele atua desde 2014, fez com que o camisa 1 repensasse o planejamento que tinha feito.

Gomes vem de uma temporada com apenas oito jogos no Watford, mas com participações importantes. Acionado somente em partidas das copas nacionais, o goleiro foi decisivo na campanha que levou a equipe à final da Copa da Inglaterra. Porém, na decisão em jogo único, no último sábado, em Londres, o time do ex-cruzeirense foi derrotado por 6 a 0 pelo poderoso Manchester City de Pep Guardiola.

Garantido na elite do Campeonato Inglês para a temporada 2019/2020 (terminou e edição passada em 11º) e satisfeito com o “revezamento” de Gomes com Ben Foster, goleiro titular nos jogos da liga, o Watford fez uma proposta de renovação ao ex-Cruzeiro. Ao Superesportes, o goleiro disse que tomará a decisão até a próxima sexta-feira, dia 31 de maio.

“Eu ainda estou pensando nisso. A verdade é que eu não queria recomeçar do zero em outro clube e, como meu contrato vence em junho, eu estava 99% certo de parar. Mas, como eu fiz uma boa temporada no Watford, atuando nos jogos de Copa da Liga Inglesa e Copa da Inglaterra, eles me ofereceram uma extensão de contrato. Aí eu estou pensando com calma, pois meu corpo está respondendo muito bem. Com certeza, até o fim da próxima semana vou tomar essa decisão”, disse o goleiro à reportagem.

<i>(Foto: Daniel Leal-Olivas/AFP)</i>
Depois da decisão na Copa da Inglaterra e, consequentemente, do fim da temporada inglesa para os clubes da elite, o camisa 1 retornou ao Brasil para pensar na melhor decisão possível. O goleiro, natural de João Pinheiro, Noroeste de Minas Gerais, tem casa em Sete Lagoas, onde curte uma de suas paixões: andar a cavalo. 

Caso decida pela aposentadoria dentro de campo, Heurelho Gomes já tem dois caminhos em mente. “Bem, eu sempre tive o plano de pastorear, seguir a minha fé e minha crença, esse é meu propósito de vida. Mas também me ofereceram um plano de carreira para seguir em algum cargo no Watford, e isso seria legal também. Não fugiria dessas coisas não”, contou.

Relação com o Cruzeiro

<i>(Foto: Marcelo Sant'Anna/EM/D.A. Press)</i>
Gomes chegou à base ao Cruzeiro em 2000. Dois anos depois, fez sua estreia como profissional sob o comando de Vanderlei Luxemburgo. O técnico o observou em alguns treinamentos e apostou em seu potencial para assumir a meta celeste.

Mas seu grande momento foi em 2003. Junto de estrelas e destaques da época, como Alex, Luisão, Edu Dracena, Maurinho, Cris, Leandro, Maldonado, Deivid, Aristizábal, Mota, entre outros, ele marcou época no Cruzeiro com a conquista da simbólica Tríplice Coroa: Campeonato Mineiro, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro.

Em 2004, ele foi negociado com o PSV, da Holanda.

“A minha relação com o Cruzeiro é de muita gratidão, todos sabem disso. É o clube que me fez ser quem eu sou hoje. Eu penso em fazer uma visita na próxima semana à Toca, levar meus filhos, rever um pessoal. Mas tenho que ver, pois teria que fazer isso antes de viajar para Londres, onde pretendo informar ao clube a decisão que vou tomar”, finalizou o jogador, que defendeu o Cruzeiro em 110 partidas.

Gomes também marcou época no PSV, onde conquistou cinco títulos nacionais entre 2004 e 2008. Em 2008, o goleiro foi para o Tottenham, da Inglaterra. Depois de um período sólido até 2012, viveu uma má fase e chegou a ser emprestado por seis meses ao Hoffenheim, da Alemanha, em 2013. Ele retornou ao clube inglês e, sem espaço, foi negociado com o Watford, onde joga desde 2014 e também se tornou ídolo.

O goleiro também figurou na Seleção Brasileira, entre 2003 e 2011. Como opção no banco de reservas, ele conquistou duas Copas das Confederações (2005 e 2009) e participou de uma Copa do Mundo, em 2010. Gomes atuou em 12 oportunidades com a “amarelinha”. 

Tags: gomes alemanhafut holandesfut psv hoffenheim tottenham watford cruzeiroec inglesfut futinternacional futnacional