UAI


Em busca da liderança, Cruzeiro abre a quinta rodada da Superliga Masculina

Time celeste encara o Brasília, nesta terça-feira, no Distrito Federal

16/11/2021 07:01
compartilhe
Cruzeiro, do líbero Lukinha (dir), joga contra o Brasília com objetivo de recuperar a ponta
foto: Agência i7/Cruzeiro

Cruzeiro, do líbero Lukinha (dir), joga contra o Brasília com objetivo de recuperar a ponta


Com o objetivo de retomar a liderança, o Cruzeiro enfrenta o Brasília, nesta terça-feira, às 19h, no Ginásio do Sesi Taguatinga, no Distrito Federal. O jogo, que abrirá a quinta rodada da Superliga Masculina, terá transmissão do Canal Vôlei Brasil (PPV). 

Invicto, com quatro vitórias em quatro partidas, o Cruzeiro soma 11 pontos e está em segundo lugar. O time celeste não tem aproveitamento de 100%, já que ganhou um de seus jogos - diante do Montes Claros América - no tie-break, o que garante dois pontos ao vencedor. O Brasília, estreante nesta edição da Superliga, tem três pontos (ganhou um dos três confrontos que disputou). 

Para recuperar a ponta de forma isolada, a Raposa precisa do triunfo em sets diretos e ainda torcer por tropeço do Minas, que ocupa o topo da classificação e soma 12 pontos, aproveitamento de 100%. Os minas-tenistas jogarão nesta quarta-feira, diante do Natal, no Ginásio Nélio Dias, na capital potiguar, partida marcada para as 21h30 (de Brasília). 

SEQUÊNCIA FORA DE CASA

Depois de bater o Natal, também fora de casa, por 3 a 0, o Cruzeiro encerra a sequência como visitante no Distrito Federal, para onde seguiu direto da capital potiguar. O líbero Lukinha considera que, apesar do desgaste com viagens longas, o fato de atuar longe de Contagem tem algumas vantagens, entre elas a de unir mais o grupo. Ele atribuiu a temporada positiva, com os títulos da Supercopa e do Mineiro, ao trabalho de qualidade neste começo de temporada.

"Dois jogos seguidos, em uma viagem de quatro, cinco dias, é um pouco desgastante e traz um cansaço. Temos que encarar aeroportos, ônibus, deslocamentos até academias e ginásios, algo não habitual na nossa rotina normal, mas faz parte. O lado positivo é estarmos todos juntos o tempo inteiro, e isso nos deixa mais concentrados, convivendo 24h, respirando voleibol o tempo todo. Então ficamos ainda mais focados", analisou o líbero.

"Construímos uma invencibilidade fantástica, ainda mais pela expectativa que se criava com as mudanças na nossa equipe para este ano. Novos nomes, novidades na comissão técnica, mas acho que temos respondido muito bem. Acredito que um dos motivos é o nosso sistema defensivo, que vem trabalhando com uma qualidade muito alta e proporcionando que a gente tenha muito volume de jogo", avaliou. "E isso é sentido por quem joga contra o nosso time. Incomoda muito, não é fácil derrubar a bola em cima da gente. É um trabalho tático diferente que veio nesse novo momento, que nós abraçamos muito bem e acreditamos desde o início", acrescentou Lukinha, que assumiu o lugar de Serginho, nome histórico do clube e já aposentado. 

Depois da sequência de dois jogos fora de casa, o Cruzeiro reencontrará a torcida na sexta rodada. O time celeste retorna ao Ginásio do Riacho para enfrentar o Sesi-SP, mais um que briga pela liderança, em duelo marcado para este sábado (20), às 21h30, com transmissão do SporTV2 .  

Compartilhe