UAI

2

Minas atropela o Campinas e fatura o título inédito da Copa Brasil de Vôlei

Time mineiro confirma grande fase e levanta troféu com vitória inapelável

28/01/2022 23:06 / atualizado em 28/01/2022 23:21
compartilhe
Minas, de Leandro Vissotto, William e Maique, não deu chance ao Campinas e atropelou na final
foto: Savio Pereira/Inovafoto/CBV

Minas, de Leandro Vissotto, William e Maique, não deu chance ao Campinas e atropelou na final


O Minas conquistou, com sobras e exibição impecável, o título inédito da Copa Brasil de Vôlei. O time mineiro bateu o Campinas na final, por 3 sets a 0, na noite desta sexta-feira, no Ginásio Galegão, em Blumenau, no interior catarinense, e levantou o troféu pela primeira vez. As parciais foram de 25/17, 25/15 e 25/21.

Líder da Superliga, com 100% de aproveitamento, o Minas manteve o nível na Copa Brasil. Com mais uma atuação convincente, os minas-tenistas conquistaram o título de forma inapelável. O MTC não deu a menor chance de o Campinas entrar no jogo. Dominante, os mineiros demonstraram equilíbrio entre defesa e ataque, para fechar a partida em sets diretos e com facilidade. 

O Campinas chegou com moral à decisão, depois de eliminar o Cruzeiro em grande semifinal, definida no tie-break, na véspera. O Minas, que passou pelo Guarulhos por 3 a 1 e se garantiu na final, fez valer o momento positivo na temporada e em momento algum deixou o adversário esboçar reação em quadra. Os paulistas até se esforçaram no set final, sem no entanto ameaçar o triunfo mineiro.

Vissotto (8) comemora mais um ataque certeiro: veterano liderou ao lado de William
foto: Savio Pereira/Inovafoto/CBV

Vissotto (8) comemora mais um ataque certeiro: veterano liderou ao lado de William



O JOGO


O primeiro e o segundo sets foram de amplo controle minas-tenista. Com defesa trabalhando bem, saque forte e ataque eficaz, o time mineiro fechou com bola de meio de Juninho: 25 a 17. Na segunda parcial, a vantagem foi ainda maior, chegou a 6 a 1 em início fulminante do MTC. Com 'paredão triplo' na rede, a equipe de BH fez 25 a 15 e 2 a 0 no jogo.

O terceiro set deu a impressão de que seria ainda mais fácil. Com ace do central Matheus Pinta, a vantagem mineira chegou a 21 a 13. O Minas relaxou e permitiu que o Campinas reduzisse a diferença. Até que um saque errado dos paulistas permitisse aos mineiros fecharem em 25 a 21 e 3 a 0 na final. 

Um dos destaques do Minas na temporada, o oposto Leandro Vissotto disse que o título da Copa Brasil coroou o trabalho de todo o grupo e mostra o foco do clube de mesclar juventude e experiência. "Foi muito legal, o Minas vem fazendo esse trabalho de formação há anos, temos vários atletas que vieram da base e a gente complementa, eu, o William, com experiência e bagagem. A gente quer fazer com que esses meninos cresçam e joguem melhor", declarou. 

"Eu joguei no Minas em 2005, perdi uma final da Superliga, voltei o conquistei o título de forma merecida. O Minas é o clube mais tradicional do país, com esse trabalho de formação. Nosso time tem um volume muito grande de bloqueio e defesa, isso é mérito do Nery (Tambeiro, treinador), que vem trabalhando com esses garotos há muito tempo. E a gente entrou nesse esquema. A gente sonha alto e demos o primeiro passo, temos o Sul-Americano e a Superliga, vamos continuar sonhando", acrescentou o oposto de 38 anos. 

Compartilhe