UAI

2

Gabi comemora vitória do Brasil sobre a China na Liga das Nações de Vôlei

Ponteira, ex-Minas, foi a principal pontuadora e destaque da Seleção no triunfo em cinco sets depois de muitas reviravoltas no placar

28/06/2022 20:02 / atualizado em 28/06/2022 20:17
compartilhe
Gabi, com 27 pontos, e a minas-tenista Kisy, com 24, lideraram o Brasil
foto: FIVB/Divulgação

Gabi, com 27 pontos, e a minas-tenista Kisy, com 24, lideraram o Brasil


Praticamente classificada para as finais da Liga das Nações, na Bulgária, a Seleção Brasileira superou a China, por 3 sets a 2. Na partida disputada nesta terça-feira, a ponteira Gabi marcou 27 pontos e liderou as brasileiras para a sétima vitória na competição.

No próximo jogo pela Liga das Nações, a Seleção Brasileira encara a Coreia do Sul, lanterna da competição. A partida acontecerá nesta quinta-feira, às 14h (de Brasília). Caso derrote as coreanas, o Brasil garante uma vaga nas finais do campeonato, mas, ainda assim, terá outros dois confrontos: contra a Bulgária, na sexta, e Tailândia, no sábado.

A capitã, maior pontuadora da partida, comemorou a vitória difícil da Seleção, que chegou a ficar com dois sets de vantagem, mas deixou a China empatar. "Foi uma vitória muito importante. Sabíamos que seria um jogo difícil. Começamos a partida muito bem, pressionado no saque, que é a nossa característica. No terceiro e no quarto sets cometemos alguns erros e a China cresceu na partida. No quinto set fomos com tudo, com uma mentalidade diferente, e fiquei muito feliz com a postura do time", desse a jogadora.

Gabi também comentou sobre a recuperação do Brasil após ir ao tie-break tendo perdido dois sets seguidos. "Não é fácil voltar para a partida depois de perder dois sets consecutivos. Sacamos melhor, defendemos bem e o nosso sistema de saque e bloqueio foi mais eficiente. Temos que seguir com esse crescimento gradativo para conseguir nossa classificação na melhor posição possível", acrescentou.

José Roberto Guimarães, treinador da equipe, também ressaltou a importância da partida e a recuperação do Brasil. "Foi uma vitória importante para essa nova geração, um jogo difícil, como sempre são as partidas entre Brasil e China. Abrimos dois a zero e depois paramos de ter eficiência no saque e na defesa. O importante foi a nossa recuperação no quinto set. Continuamos a nossa trajetória e vamos pensar na partida contra a Coréia do Sul", disse o comandante.



Compartilhe