UAI


Brasil conquista título do Sul-Americano Feminino de Vôlei pela 22ª vez

Brasil já havia garantido, durante o Sul-Americano, a vaga no Mundial do ano que vem

20/09/2021 00:25 / atualizado em 20/09/2021 00:59
compartilhe
Jogadoras do Brasil festejam conquista do 22º Sul-Americano
foto: CBV/divulgação

Jogadoras do Brasil festejam conquista do 22º Sul-Americano



O Brasil conquistou, na noite deste sábado, o seu 22º título do Campeonato Sul-Americano Feminino. A seleção comandada por José Roberto Guimarães precisava vencer apenas um set contra a Colômbia, país-sede da competição. A conquista veio com a vitória da terceira parcial.

A partida terminou com vitória da Colômbia por 3 sets a 1. As colombianas venceram o jogo com parciais de 25/19, 25/23, 24/26 e 25/23.

A Argentina terminou em terceiro, o Peru em quarto e o Chile em quinto.

Se o caminho até o jogo decisivo foi trilhado de maneira tranquila, perdendo apenas um set em três jogos, as brasileiras suaram bastante na rodada final. As adversárias chegaram a abrir 2 sets a 0, mas as brasileiras conseguiram vencer uma parcial para garantir o título.

Como o Brasil tinha uma vitória a mais que a Colômbia, as adversárias só poderiam superar as brasileiras com uma vitória por 3 sets a 0. Dessa maneira, as donas da casa fechariam com nove pontos, mesma classificação do Brasil, mas com 10 sets vencidos contra nove da equipe de José Roberto Guimarães. 

O set decisivo foi vencido pelo Brasil por 26 a 24, após contra-ataque finalizado pela ponteira mineira Gabi.

Depois de faturar a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Tóquio, o Brasil já havia garantido, durante o Sul-Americano, a vaga no Mundial do ano que vem, que será disputado na Holanda e na Polônia. 

Além da partida contra a Colômbia, a Seleção jogou contra o Peru, Argentina e Chile. Nos três embates anteriores, o vôlei brasileiro conquistou três vitórias, perdendo apenas um set para a Argentina.

O torneio foi disputado na cidade colombiana de Barrancabermeja e reuniu cinco equipes num formato de disputa de turno único. O Brasil vem de 14 títulos consecutivos do Sul-Americano. A última vez que o voleibol nacional não conquistou o título foi em 1993, quando ficou com um segundo lugar, atrás do Peru.

O Mundial do ano que vem vai reunir equipes de todos os continentes. Os participantes serão definidos de acordo com resultados das competições continentais, bem como o ranking da Federação Internacional de Voleibol. Por sediarem o evento, Holanda e Polônia já têm vagas garantidas. A Sérvia também já carimbou sua participação por ter vencido a última edição.

Compartilhe