UAI


Na estreia de Marcelo Chamusca, Náutico bate CSA e encerra jejum na Série B

Timbu volta a vencer sob novo comando e acaba com série negativa

24/08/2021 23:55
compartilhe
Na estreia de Chamusca, Vinicius fez o gol que encerrou o jejum de vitórias do Náutico
foto: Tiago Caldas/CNC

Na estreia de Chamusca, Vinicius fez o gol que encerrou o jejum de vitórias do Náutico


Após cinco derrotas consecutivas e seis jogos sem vitória, o Náutico voltou a vencer na Série B do Campeonato Brasileiro na noite desta terça-feira, quando visitou o CSA e ganhou por 1 a 0, no Estádio Rei Pelé, em Maceió, no encerramento da 20ª rodada, a primeira do segundo turno. O confronto marcou a estreia do técnico Marcelo Chamusca à frente do time pernambucano.

A sequência com resultados negativos movimentou os bastidores do Náutico nas últimas semanas. Além de perder a liderança do campeonato, o time também deixou o G 4 - a zona do acesso à primeira divisão -, o que resultou no pedido de demissão do técnico Hélio dos Anjos.

Com a vitória, o Náutico aparece em sexto lugar, com 33 pontos. Tem a mesma pontuação que o Avaí (4º), mas com pior saldo de gols: 7 a 5. O Guarani (5º) também soma 33 pontos, mas tem um jogo a mais.

O CSA, por sua vez, não conseguiu a quarta vitória consecutiva, estacionou nos 28 pontos e é o 10º colocado na classificação, freando a ascensão na briga pelo grupo dos quatro primeiros colocados.

O CSA volta a campo no sábado para enfrentar o Sampaio Corrêa, às 21h, no Estádio Castelão, em São Luís (MA). Enquanto o Náutico jogará no domingo, quando receberá o Vitória, às 16h, nos Aflitos, em Recife (PE).

O JOGO

Os primeiros 45 minutos foram de muito toque de bola e poucos chutes ao gol. CSA e Náutico tentaram, de pé em pé, encontrar espaço na defesa adversária, mas sem muito sucesso.

O Náutico teve ligeira vantagem no setor ofensivo. Aos 19, Rhaldney recebeu dentro da área e finalizou em cima do goleiro Lucas Frigeri. Depois, aos 29, Jean Carlos arriscou de longe com a canhota e quase acertou o ângulo do goleiro do CSA, já batido no lance.

Antes do intervalo, o VAR foi acionado para que o árbitro Sávio Pereira Sampaio (DF) analisasse possível toque de mão do zagueiro Lucão, do CSA, dentro da área. Contudo, o árbitro revisou o lance e nada marcou.

No segundo tempo, o CSA voltou com postura completamente diferente e pressionou o Náutico pelo primeiro gol. E para isso finalizou mais e colocou o goleiro Alex Alves para trabalhar. Num dos lances, aos 24, Paiva chutou da intermediária e o goleiro espalmou para escanteio.

Mas foi o Náutico que abriu o placar no Rei Pelé. Aos 25, Jean Carlos cobrou escanteio fechado e Vinicius desviou de cabeça.

A vantagem no placar obrigou o CSA a pressionar ainda mais, agora pelo empate. Mas o Náutico manteve sua postura defensiva e segurou a importante vitória até o apito final.

CSA 0 x 1 NÁUTICO


CSA
Lucas Frigeri; Éverton Silva, Lucão, Matheus Felipe e Silas (Yago); Yuri, Geovane (Gabriel Tonini) e Renato Cajá (Yann Rolim); Marquinhos (Reinaldo), Dellatorre (Aylon) e Bruno Mota
Técnico: Ney Franco

NÁUTICO
Alex Alves; Hereda, Camutanga, Rafael Ribeiro e Bryan; Djavan (Marciel), Rhaldney e Jean Carlos (Iago); Taílson (Matheus Carvalho), Vinicius (Yago) e Paiva (Guilherme Nunes)
Técnico: Marcelo Chamusca

Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL)
Data: terça-feira, 24 de agosto
Árbitro: Sávio Pereira Sampaio (DF) 
GOL: Vinicius, aos 25min do 2ºT
Cartões amarelos: Matheus Felipe, Yuri e Aylon (CSA); Djavan, Marciel, Rhaldney e Vinicius (Náutico)

Compartilhe