UAI


De volta a Abu Dhabi, mineira Amanda Ribas busca recuperação no UFC 267

Atleta de Varginha espera reencontrar vitória em duelo de 'brazucas'

27/10/2021 19:45 / atualizado em 27/10/2021 19:53
compartilhe
Amanda Ribas volta ao octógono do UFC em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, contra baiana
foto: Reprodução/UFC

Amanda Ribas volta ao octógono do UFC em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, contra baiana


Além de Glover Teixeira, natural de Sobrália, que vai disputar o cinturão dos meio-pesados (93kg) contra o polonês Jan Blachowicz, o UFC 267, neste sábado, a partir das 11h30 (horário de Brasília), terá mais um representante mineiro em ação. Amanda Ribas, de Varginha, encara duelo brasileiro contra Virna Jandiroba, pelo peso palha (52kg), no card preliminar. 

Amanda Ribas vem de derrota em outro confronto 'brazuca', contra Marina Rodriguez, por nocaute técnico, em Abu Dhabi. A mineira perdeu a invencibilidade no UFC, que durou quatro lutas. Agora, diante da baiana Virna Jandiroba, novamente no principal ponto turístico dos Emirados Árabes, a atleta de Varginha busca a reação. 

A melhor exibição de Amanda foi justamente em Abu Dhabi, na 'Ilha da Luta' do UFC. Em julho de 2020, no auge da pandemia de COVID-19, sem a presença de público, a mineira finalizou a norte-americana Page VanZant, só que pela divisão peso mosca (57,6kg). Na ocasião, ela ganhou moral com o chefão Dana White e recebeu muitos elogios pela atuação. 

A mineira de 28 anos, orientada pelo pai e treinador Marcelo Ribas, da Team Ribas, em Varginha, disse que tirou lições da derrota para Marina Rodriguez. "Eu acho que o que mais aprendi com aquela luta foi que não posso parar. Se eu parar, se for na luta ou na vida, o golpe perfeito entra e acabou. Levei pra minha vida e pra todos os treinos. Coloco energia pra não parar porque, se parar, outro vem e pega meu lugar e não é o que eu quero", frisou Amanda, em entrevista ao Combate

Ela deixou claro que o objetivo é voltar ao nível de exibição da vitória sobre VanZant. "Vou tentar impor meu jogo a todo momento porque quero mostrar para quê eu vim para o UFC. Estavam colocando meu nome como um dos destaques e acho que podem continuar colocando porque vou colocar a melhor energia lá. Estou falando aqui e tentando dar meu melhor porque quero sempre fazer isso", reiterou.

Amanda, especialista na arte oriental, tanto no judô como no jiu-jítsu, disse que está pronta para encarar trocação contra Jandiroba. Ela alertou que a baiana é perigosa também na luta em pé. "O pessoal acha que a Virna é só do jiu-jítsu, ela está treinando muito a trocação e acho que quando pega duas atletas que têm jiu-jítsu que se destaca, porque também sou do judô e jiu-jítsu, acaba que vai muito na trocação porque queremos mostrar que somos atletas de MMA, não só de jiu-jítsu ou de judô. Acho que vai ser uma luta especial", projetou.

UFC 267


Sábado  (30), na Etihad Arena, em Abu Dhabi, Emirados Árabes
Horário  (de Brasília): a partir das 11h30
Transmissão:  Canal Combate

Card principal

Jan Blachowicz x Glover Teixeira  - cinturão dos meio-pesados 
Petr Yan x Cory Sandhagen -  cinturão peso-galo (interino)
Islam Makhachev x Dan Hooker - peso leve
Alexander Volkov x Marcin Tybura - peso pesado
Li Jingliang x Khamzat Chimaev - meio-médios
Magomed Ankalaev x Volkan Oezdemir - meio-pesados

Card preliminar

Amanda Ribas x Virna Jandiroba - peso palha
Ricardo Carcacinha x Zubaira Tukhugov - peso pena
Albert Duraev x Roman Kopylov - peso médio
Elizeu Capoeira x Benoit St. Denis - meio-médios
Michal Oleksiejczuk x Shamil Gamzatov - meio-pesados
Makwan Amirkhani x Lerone Murphy - peso pena
Hu Yaozong x Andre Petroski - peso médio
Damir Ismagulov x Magomed Mustafaev - meio-pesados
Tagir Ulanbekov x Allan Nascimento - peso pena 

Compartilhe