Náutico
1

NÁUTICO

Guilherme Alves muda acordo de última hora e Náutico agora mira Roberto Fernandes

Clube se irritou com postura de Guilherme, que aumentou salário e contrato antes de enviar papéis à diretoria; Já Fernandes aceitou reduzir valores

postado em 01/08/2017 08:54 / atualizado em 01/08/2017 08:56

adconfianca.net/Site Oficial/ Divulgação
O relógio já marcava 23h30 da última segunda-feira quando o Náutico recebeu o contrato com a proposta de Guilherme Alves. Anteriormente, o clube havia acertado um salário R$ 28 mil junto com um auxiliar técnico. Porém, no papel, o que estava escrito apontava para outra realidade que fez com o que negócio dado como certo fosse desfeito gerando mágoa nos diretores. O Alvirrubro foi dormir com treinador. Acordou sem.

Segundo informações de bastidores, sem consultar os gestores do Timbu, Guilherme ampliou o saldo mensal para R$ 42 mil e o tempo de contrato. Antes, o acordo era até o fim da Série B. Mas o treinador quis ampliá-lo até o fim do Campeonato Pernambucano do próximo ano junto com uma premiação caso o Timbu se livrasse da queda.

Insatisfeita, a diretoria entrou em contato com Guilherme, que, por sua vez, pediu para repassar as queixas para o seu empresário e desligou o telefone. Procurado para questionar as alterações de última hora, o agente pediu desculpas. A diretoria timbu, em seguida, externou todo seu descontentamento e pôs fim ao assunto.

A diretoria do Náutico trabalhou em conjunto para acertar com o treinador. Estiveram à frente das conversas o vice de futebol Emerson Barbosa e os diretores Diógenes Braga (futuro vice-presidente do clube) e Alexandre Homem de Melo.

Roberto Fernandes em pauta

Após o descarte do nome de Guilherme Alves, o técnico Roberto Fernandes aceitou baixar sua pedida salarial. Ele decidiu baixar o patamar para se encaixar na realidade do Náutico. Agora, as duas partes estão em conversas adiantadas. Caso se confirme, esta será a quarta passagem do comandante no Timbu. Antes, ele passou nos Aflitos em 2007, 2008, e entre 2010 e 2011.

Nessa segunda-feira, Roberto Fernandes esteve no comando do Confiança no empate em 1 a 1 com o Moto Club, pelo Brasileiro da Série C. Após a partida, o treinador comentou sobre a proposta do Náutico.

“Estava focado no jogo do Confiança contra o Moto Club. Não dá para ficar pensando em proposta. Amanhã (terça-feira) é um novo dia e eu vou pensar melhor”, afirmou. Até o momento, o treinador comandou o time do Sergipe em apenas duas rodadas.