Copa América

SELEÇÃO URUGUAIA

Suárez comenta acusações contra Neymar e fala sobre grupo de WhatsApp com Messi e brasileiro

Uruguaio lamentou ausência do atacante do Brasil na Copa América

postado em 14/06/2019 14:09 / atualizado em 14/06/2019 20:48

<i>(Foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A. Press)</i>
O atacante Luis Suárez comentou, na tarde desta sexta-feira, a ausência de Neymar na Copa América e o caso extra-campo envolvendo o jogador, acusado de estupro. O camisa 9 da Seleção Uruguaia falou também sobre o grupo de Whatsapp que mantém com o argentino Lionel Messi e com o brasileiro, ex-companheiros de ataque no Barcelona.

“Obviamente é um tema delicado, prefiro estar à margem. Mas ele sabe que tem meu apoio e de todos amigos dele. Sobre a volta dele (ao Barcelona), sempre vão falar, pelo que ele mostrou em nível mundial”, afirmou Suárez, o primeiro jogador uruguaio que deu entrevista em solo brasileiro desde a chegada da 'Celeste Olímpica' a Belo Horizonte, no início da tarde desta quinta-feira.

Suárez lamentou a ausência de Neymar no torneio. O brasileiro teve lesão confirmada e deve ficar pelo menos quatro semanas longe dos gramados. 

Perguntado por um repórter sobre o grupo de Whatsapp, que se chamaria “Los três sudacas”, o uruguaio riu: “Não é este o nome”, brincou, confirmando a existência do grupo. “(No grupo de Whatsapp) demos força e ânimo, pois qualquer jogador quando perde a Copa América está triste. Óbvio que o Brasil perde muito, pois é uma dos melhores jogadores do mundo, a cada ano. Na seleção é uma referência, perde muito. Mas não podemos esquecer que o Brasil tem grandes jogadores. Sai Neymar, entra Willian. Seleção do Brasil tem que pensar como equipe, não como o individual”, disse.



TREINO

 
O Uruguai desembarcou no Brasil na quinta-feira e treinou à noite no Sesc Venda Nova. Nesta sexta-feira, o time do técnico Óscar Tabárez fez trabalho fechado na Cidade do Galo. 

O Uruguai deve enfrentar o Equador domingo, às 19h, com Muslera; Cáceres, Godin, Gimenéz, Laxalt; Nández, Betancur, Vecino, Lodeiro; Suárez e Cavani.

Tags: copaamerica futinternacional selefut futnacional