Copa América

SELEÇÃO ARGENTINA

Técnico da Argentina mantém segredo sobre presença de Di María e Agüero; veja provável escalação

Equipe alviceleste enfrente o Paraguai nesta quarta, às 21h30, em BH

postado em 18/06/2019 18:48 / atualizado em 18/06/2019 19:44

<i>(Foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A. Press)</i>
Vindo de derrota para a Colômbia, por 2 a 0, o técnico Lionel Scaloni não confirmou a escalação da Argentina para enfrentar o Paraguai nesta quarta-feira, às 21h30, no Mineirão, pela segunda rodada do Grupo B da Copa América. O treinador fechou todos os treinos desde que chegou a Belo Horizonte, mas a tendência é haja mudanças no time titular, sobretudo no setor ofensivo, que desapontou na partida de Salvador. 

“Vocês viram pelas câmeras em cima da montanha?”, comentou Scaloni, se referindo às câmeras posicionadas do lado de fora da Cidade do Galo, quando perguntado sobre a saída de Di María e Agüero do time. Na sequência, desconversou: “Qualquer um dos que estão aqui tem possibilidade de ser titular. Sobre o Ángel (Di María), demos a ele um descanso (no segundo tempo contra a Colômbia). São jogadores importantes, como são os outros. Tenho consideração por todos. Não vou confirmar se vão jogar ou não”, disse o treinador, em coletiva de imprensa no Mineirão.

Scaloni fechou o treino na manhã desta terça-feira, na Cidade do Galo. A imprensa acompanhou apenas os primeiros 15 minutos. A imprensa argentina noticiou uma reunião entre os jogadores, que conversaram sobre o que deve ser mudado. Apagado contra a Colômbia e substituído no intervalo, Di María deve perder vaga para Rodrigo de Paul, que foi bem no segundo tempo. Outro que deve ser trocado é o lateral-direito Saravia, já que os dois gols colombianos saíram pela direita. Milton Casco é o substituto. 

“A equipe, até amanhã, vou confirmar. Vamos esperar até amanhã para ver se faremos mudanças”, disse o treinador. “Não falamos de dúvida, temos claro como vamos jogar. Hoje não vou decidir porque tem jogadores que não estão 100% e vamos esperar para ver se estão em condição de jogar”, disse o treinador. A situação mais preocupante é de Pereyra, que voltou a treinar, mas ainda não está totalmente recuperado. Ele é cotado para uma vaga no meio-campo.

Outra mudança que deve ocorrer é a entrada de Lautaro Martínez, da Inter de Milão, que pode aparecer no lugar de Agüero. Agüero foi trocado por Matías Suárez contra a Colômbia, mas Scaloni ressaltou a necessidade de ter um jogador mais na área no adversário. 

A provável escalação da Argentina deve ter Armani; Casco, Otamendi, Pezzella e Tagliafico; Paredes, Pereyra, Lo Celso e De Paul; Messi e Lautaro Martínez.

MESSI EM BH


A partida desta quarta-feira será a quarta de Messi em Belo Horizonte. A estreia de Messi no Mineirão foi em 2008, em empate sem gols marcado pelas vaias a Dunga, técnico da Seleção Brasileira.

O camisa 10 pressionado no Mineirão não é novidade. Na Copa do Mundo’2014, em seu segundo jogo no Gigante da Pampulha, o camisa 10 brilhou nos acréscimos e deu a vitória à Seleção Argentina, que havia estreado com vitória, mas sem entusiasmo, contra a Bósnia, no Maracanã.

Já em 2016, pela 11ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas, ele não teve o mesmo destaque.  O Brasil goleou por 3 a 0, ampliando a crise do time argentino, então comandado por Edgardo Bauza. A equipe completava quatro jogos sem vitória, em sexto lugar nas Eliminatórias, ficando mais distante da vaga na Copa da Rússia, confirmada apenas na última rodada. Philippe Coutinho, Neymar e Paulinho marcaram os gols do Brasil.

Tags: argentinofut futinternacional copaamerica