Brasil perde para Israel na repescagem e é eliminado do judô por equipes

Equipe brasileira foi batida por 4 a 2 pelo time de Israel, que vai para disputa do bronze

31/07/2021 03:32
compartilhe
Brasil mudou equipe para lutas contra Israel após derrota para o selecionado holandês
foto: Jack Guez/AFP

Brasil mudou equipe para lutas contra Israel após derrota para o selecionado holandês

Neste sábado, após perder para a Holanda nas quartas de final, o Brasil disputou a repescagem do judô por equipes com Israel e foi derrotado por 4 a 2. Maria Portela e Mayra Aguiar venceram as suas lutas, enquanto Eduardo Barbosa, Yudy Santos, Rafael Buzacarini e Larissa Pimenta foram superados pelos adversários.

Eduardo Barbosa, que não esteve na relação para as quartas e substituiu Daniel Cargnin, enfrentou Tohar Butbul na categoria de até 73kg. O brasileiro teve um bom início de luta, partindo para cima e forçando duas punições ao israelense. No entanto, o europeu cresceu e fez com que o número de shidos se igualasse. No golden score, Eduardo sofreu a terceira punição e foi derrotado.

Na sequência, Maria Portela duelou com Gili Sharir, na categoria de até 70kg. A brasileira entrou com um ritmo forte e aplicou um Wasari, abrindo vantagem. Em seguida, Portela conseguiu imobilizar a adversária e venceu a luta por ippon, deixando tudo igual no placar geral.

No terceiro combate, foi a vez de Yudy Santos enfrentar Li Kochman, na categoria de até 90kg. Com um biotipo menor, o brasileiro não conseguiu medir forças com o israelense, que aplicou um ippon ainda no tempo normal e venceu a luta.

Na categoria acima de 70kg, Mayra Aguiar enfrentou Raz Hershko. Mesmo sendo menor e mais leve do que a adversária, brasileira novamente se impôs no tatame e emplacou um ippon ainda no tempo normal, deixando tudo igual.

Em seguida, foi a vez de Rafael Buzacarini enfrentar Peter Paltchik, na categoria acima de 90kg. O brasileiro não conseguiu se encontrar no tatame e foi vencido com facilidade pelo adversário, que aproveitou um braço preso de Rafael e aplicou um ippon.

Em luta decisiva, Larissa Pimenta teve pela frente Timna Nelson-Levy, na categoria de até 57kg. A brasileira iniciou bem o combate, forçando uma punição à israelense. No entanto, a europeia cresceu no tatame e conseguiu aplicar um wasari, emendando uma imobilização e garantindo a vitória de Israel.

Compartilhe