Brasileiros não se classificam para final do salto em distância em Tóquio

Era necessário atingir 8,15m ou estar entre os 12 melhores colocados

31/07/2021 11:21 / atualizado em 31/07/2021 13:14
compartilhe
Samory Uiki nos Jogos Olímpicos de Tóquio
foto: Ben STANSALL / AFP)

Samory Uiki nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Neste sábado, dois brasileiros disputaram o salto em distância nos Jogos de Tóquio. Samory Uiki e Alexsandro Melo, que estavam em baterias diferentes, não conseguiram se classificar para a disputa das medalhas.

Para atingir a final da categoria seria necessário atingir 8,15m ou estar entre os 12 melhores colocados.



Samory Uiki estava no grupo A, e ficou com a oitava posição de sua bateria, com 7,88m. Já Alexsandro ficou na 15ª colocação do grupo B, com um salto de 6,95m.

"Tem Mundial no ano que vem, vou continuar treinando. Fiz um primeiro bom salto para abrir a prova e tentei arriscar nos dois próximos, mas tomei duas faltas. O objetivo era saltar acima de 8 na verdade. Eu já saltei 7,96m, a marca do último qualificado. Tentei arriscar na qualificatória e não deu. Mas estou feliz por estar aqui, nesse estádio, vivendo essa atmosfera, uma experiência maravilhosa. Vivenciar isso aqui, mesmo com pandemia, é maravilhoso. Valeu abrir mão do meu mestrado para estar aqui", disse Samory, que ficou a 0,8m do finlandês Pulli, classificado para a final com a menor distância.

O grande destaque da prova foi o cubano Juan Miguel Echevarría, que atingiu a melhor marca do dia, com 8,5m. A segunda maior distância pertence ao grego Tedoglou, com 8,22m, seguido pelo japonês Hashioka, com 8,17m.

A final do salto em distância masculina ocorre neste domingo, às 22h20 (de Brasília).
 

Fotos: todas as medalhas do Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio

 

Compartilhe