Alana Maldonado vibra após ouro em Tóquio: 'Fui campeã na terra do judô'

Atleta se tornou a primeira brasileira a atingir o feito na modalidade nos Jogos Paralímpicos

29/08/2021 20:29 / atualizado em 30/08/2021 00:17
compartilhe
Alana Maldonado foi a primeira a conquistar para o Brasil o ouro do judô nos Jogos Paralímpicos de Tóquio
foto: CPB/Divulgação

Alana Maldonado foi a primeira a conquistar para o Brasil o ouro do judô nos Jogos Paralímpicos de Tóquio


Neste domingo, Alana Maldonado conquistou a medalha de ouro do judô, na categoria até 70kg, nos Jogos Paralímpicos de Tóquio. A brasileira se tornou a primeira do país a atingir o feito na competição.

"Agradeço a toda a minha família e à comissão técnica, que estiveram sempre do meu lado neste ciclo tão difícil. Sou outra atleta em relação aos Jogos do Rio. No Brasil, estava do lado dos meus amigos e da minha família. Agora, fui campeã na terra do judô. Obrigado a todos que torceram. Esta medalha não é só minha. É de todos", comentou a conquista do ouro. 


Aos 26 anos, Alana foi a primeira mulher brasileira da modalidade a conseguir o ouro em uma edição de Jogos Paralímpicos. Com um wazari, a paulista derrotou a georgiana Ina Kaldan, na final da categoria até 70kg, e conquistou o primeiro ouro para o judô brasileiro em Tóquio.

“A ficha está caindo aos poucos. Foram cinco anos de muito trabalho duro, de muita incerteza se estaríamos aqui no Japão. Precisei abrir mão de muita coisa, não foi fácil. Mas hoje posso dizer que tudo valeu a pena, porque eu realizei o meu sonho. Pude honrar com esta medalha as pessoas que me amam", completou.

Alana é atleta do Palmeiras, desde 2018. O Verdão comemorou e parabenizou a conquista em um publicação nas redes sociais. "É ouro! Nossa judoca Alana Maldonado subiu no lugar mais alto do pódio, em Tóquio! Parabéns, Alana!", escreveu o clube.



Alana também foi campeã mundial em 2018 e, antes do início dos Jogos Paralímpicos, teve outras duas conquistas na temporada de 2021. A primeira foi em maio, quando garantiu o ouro no Grand Prix de Judô de Baku, no Azerbaijão. Já a segunda, foi a medalha de prata no Grand Prix de Warwick, na Inglaterra, em junho.

Medalhistas do Brasil na Paralimpíada de Tóquio



Compartilhe