Brasil está a uma medalha dourada de garantir o 100º ouro paralímpico

País soma agora 35 medalhas no Japão, com 12 ouros, oito pratas e 15 bronzes, e está na sexta colocação no quadro de medalhas geral

30/08/2021 20:09
compartilhe

Sexto dia de competições dos Jogos Paralímpicos de Tóquio foi recheado de medalhas para o Brasil, que está a um centésimo de garantir a 100ª medalha de ouro
foto: CPB/Divulgação

Sexto dia de competições dos Jogos Paralímpicos de Tóquio foi recheado de medalhas para o Brasil, que está a um centésimo de garantir a 100ª medalha de ouro



O sexto dia de competições dos Jogos Paralímpicos de Tóquio foi recheado de medalhas para o Brasil, que está a um centésimo de garantir a 100ª medalha de ouro. O país soma agora 35 medalhas no Japão, com 12 ouros, oito pratas e 15 bronzes, e está na sexta colocação no quadro de medalhas geral.

Com as conquistas desta segunda, o Brasil está com 99 medalhas douradas, faltando apenas uma para a marca. Ainda são 120 de prata e 117 de bronze em toda a história paralímpica.



Beth Gomes, no lançamento de disco (classe F52), e Claudiney Batista, na mesma modalidade (classe F56), foram os primeiros do pódio nesta segunda-feira. Já Vinícius Rodrigues, nos 100m (classe T63), Alessandro Silva, no arremesso de peso (classe F11) e Bruna Alexandre, no tênis de mesa (classe 10), ganharam uma prata cada um.

A China lidera o quadro de medalhas com 54 ouros e 119 medalhas, com a Grã-Bretanha em seguida, com 68 medalhas, sendo 26 de ouro, e o Comitê Paralímpico da Rússia, em terceiro lugar, com 19 medalhas de ouro e um total de 61 medalhas.

 

Medalhistas do Brasil na Paralimpíada de Tóquio

 


Compartilhe