Casagrande sobre Maurício Souza: 'Homofóbico e possivelmente racista'

O comentarista já havia entrado em atrito com o atleta de vôlei anteriormente

27/10/2021 15:30 / atualizado em 27/10/2021 17:15
compartilhe
Casagrande durante programa Seleção SporTV
foto: Reprodução / SporTV

Casagrande durante programa Seleção SporTV

 
O comentarista Walter Casagrande falou sobre a atitude do atleta de vôlei Maurício Souza, do Minas Tênis Clube, que fez uma postagem considerada homofóbica nas redes sociais. O ex-jogador de futebol ainda reiterou que quem se associa a pessoas preconceituosas também é considerado um discriminador.
 
"Esse cara é homofóbico assumido e clássico. É um cara que foi mau-caráter comigo. Existe aquela história: se você entra em uma sala que tem seis nazistas sentados e você senta, agora são sete nazistas. Se você defende um homofóbco, que teve uma fala homofóbica, você é homofóbico. (...) então, esse cara, Maurício Souza, é um homofóbico, preconceituoso, possivelmente racista e mau-caráter", afirmou o comentarista no programa Seleção SporTV.
 
Anteriormente, Casagrande já havia tido atrito com o central da Seleção Brasileira. Souza publicou um vídeo, nas redes sociais, em que o comentarista aborda sobre o 'satanismo'. A postagem subentendia que o ex-jogador apoiava o personagem religioso.
 
Casagrande, no entanto, afirmou que a publicação distorcia sua fala, já que o vídeo mostrava apenas um trecho editado da conversa.
 
"Eu estou falando com propriedade, porque ele foi mau-caráter comigo. (...) ele colocou o vídeo nas redes sociais dele. Esse vídeo editado, mentiroso e falso, que subentendia que eu era satanista. E aí, muita gente do grupo 'Esporte Pela Democracia' foi lá e falou que era mentira, publicando o vídeo inteiro, para as pessoas verem qual era o contexto da história. (...) da mesma forma que eu falei de Lúcifer na entrevista, eu falei de Jesus Cristo, mas ele cortou essa parte", afirmou o comentarista.
 
Casagrande ainda parabenizou os jogadores que se opuseram à atitude do central Maurício Souza.
 
"Primeiro parabéns a todos os atletas, principalmente as meninas do vôlei, a Fabi e aquelas que estão atuando forte, o Douglas, que está lá na Itália e se posicionou, porque esse cara é um porta-voz. Ele é jogador da Seleção Brasileira de Vôlei, medalhista olímpico. Então, ele tem seguidores. As pessoas que gostam de esporte ouvem o cara falar", disse o ex-jogador.

Times de futebol de narradores, apresentadores e comentaristas de TV


 

Entenda o caso

 
Recentemente, Maurício Souza fez uma publicação criticando a DC Comics após o anúncio de que Jonathan Kent, o filho do Super Homem, um dos maiores personagens da editora, seria bixessual. 
 
 
Dias após a publicação, Souza gravou um vídeo pedindo desculpas perante o ocorrido. Durante a gravação, o atleta afirmou não ter preconceito com nenhum tipo de escolha sexual.
 
O Minas fez uma postagem nas redes sociais afirmando ter contornado a situação internamente. No entanto, a postura do time gerou repercussão nas redes sociais, revoltando a torcida do Minas e os patrocinadores FIAT e Gedrau, que pediram mais firmeza na punição do atleta.
 
Nessa terça-feira, o Minas Tênis Clube decidiu afastar o jogador do clube. O time multou o atleta e pediu que o central se retratasse imediatamente perante as postagens homofóbicas.

Compartilhe