UAI


Lisca volta a reclamar de arbitragem: 'Tiraram o América da Copa do Brasil'

Treinador foi enfático em protestos por validação de um dos gols do Criciúma na Copa do Brasil

10/06/2021 01:15 / atualizado em 10/06/2021 09:37
compartilhe
Lisca foi, mais uma vez, enfático nos questionamentos à arbitragem
foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press

Lisca foi, mais uma vez, enfático nos questionamentos à arbitragem


O técnico Lisca voltou a reclamar da arbitragem brasileira após a eliminação do América para o Criciúma na Copa do Brasil. Em entrevista coletiva pós-jogo, o treinador demonstrou consternação e focou todas as suas respostas no tema. ‘Tiraram o América da Copa do Brasil’, declarou o gaúcho.



Lisca questiona a validação do segundo gol marcado pelo Criciúma, no início do segundo tempo, quando o confronto estava empatado em 1 a 1. Após bate-rebate na área, a bola tocou na mão de um jogador do Tigre e, na sequência da jogada, a equipe catarinense desempatou. Após gol contra e empate em 2 a 2 no tempo normal, o América foi eliminado nos pênaltis por 3 a 2.

“Mais uma vez. Acabei de ver o gol aqui. O jogador chuta, prepara a bola com a própria mão. Todo mundo viu. E aí, como é que eu vou fazer alguma avaliação? Mais uma vez, o América é prejudicado. É na Série B, é no Campeonato Mineiro, é na Copa do Brasil… está muito difícil para mim, gente. Eu não sei o que está havendo. Se o erro é contra mim, se é contra o América. (...) O gol foi totalmente irregular, mais uma vez”, esbravejou Lisca.

O técnico foi sucinto na análise do jogo. Ele atribuiu praticamente toda a responsabilidade da eliminação à decisão da arbitragem no segundo tento catarinense. Lisca ainda revelou diálogo com o árbitro Rodolpho Toski Marques durante a partida.

“O time jogou bem, se portou bem, fez os gols, brigou para caramba. O jogo foi bem disputado. O time do Criciúma também valorizou demais, né? Chega junto, compete. Muito bem na bola parada também. Mas o jogo, mais uma vez, foi decidido: tiraram o América da Copa do Brasil. Rodolpho , ‘pô’, você apita tão bem cara. (...) Queria que você agora visse o erro. Eu falei para você no campo, você disse que não. E o quê que vai acontecer?”, questionou.
 

Fotos de Criciúma x América pela Copa do Brasil

 

“Todo mundo vai dizer: ‘Ah, o Lisca só chora’. Gente, não dá. É demais. É muito. É corriqueiro, é toda hora. Fica difícil, cara. Fica muito difícil fazer uma avaliação. A gente está muito triste, muito chateado. Principalmente quando chegamos aqui e vimos o gol”, completou.

Questionado pelo Superesportes sobre como resgatar a moral do elenco neste momento complicado, após seis partidas sem vitórias, Lisca disse apostar no poder de reação da equipe. Ainda assim, voltou a se queixar de decisões da arbitragem.

“Trabalhando. Mostrando essas situações que a gente viu, mostrando esse poder de reação. Mas estamos muito tristes, porque é muito erro. Um atrás do outro nesses momentos decisivos, e aí fica difícil. Fica difícil para trabalhar, para justificar. (...) Como é que eu não vou reclamar? É muito visível”, finalizou.

Compartilhe