Lisca revela que sugeriu Cauan de Almeida e Felipe Conceição ao América

Treinador pediu demissão após a terceira derrota seguida do América na Série A

14/06/2021 17:43 / atualizado em 14/06/2021 18:27
compartilhe
Lisca sugeriu Cauan de Almeida ou Felipe Conceição para sucedê-lo no América
foto: Reprodução/TV Coelho

Lisca sugeriu Cauan de Almeida ou Felipe Conceição para sucedê-lo no América



Após pedir demissão e deixar o comando do América nesta segunda-feira, o técnico Lisca revelou que sugeriu ao clube dois nomes para sucedê-lo: o auxiliar Cauan de Almeida, de 32 anos, e Felipe Conceição, de 41, demitido pelo Cruzeiro na semana passada.

Ao lado de Marcus Salum, coordenador de futebol clube-empresa, Lisca pediu a palavra na entrevista coletiva que marcou sua despedida e explicou que vê em Cauan e Conceição características ideais para manter a filosofia atual do América.

“Eu posso aqui, não sei se o Salum vai gostar, mas eu vou falar. A minha sugestão para o Salum foi o Cauan e o Felipe”, declarou Lisca.

Como interino, Cauan dirigirá a equipe na quinta-feira, às 16h, contra o Cuiabá, no Independência, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro.

Cauan de Almeida trabalhou inicialmente no América como técnico do time sub-17, em 2018 e 2019. Desde o ano passado, atua como auxiliar fixo do profissional e já dirigiu o Coelho quatro vezes em substituição a Lisca. 

Em 2020, o auxiliar comandou o time na vitória por 1 a 0 sobre o CSA, em Maceió, pela 26ª rodada da Série B. Na atual temporada, Almeida esteve à frente da equipe em três ocasiões: vitória por 1 a 0 sobre o Treze-PB na primeira fase da Copa do Brasil; empate com o Ferroviário-CE por 1 a 1, seguido de classificação nos pênaltis, por 3 a 2, pela segunda fase do torneio; e triunfo por 3 a 1 sobre o Cruzeiro no duelo de volta da semifinal do Campeonato Mineiro.

Ao se despedir do Coelho, Lisca teceu rasgados elogios a Cauan e projetou um grande futuro para ele dentro do Lanna Drumond.

“Queria, primeiro, agradecer muito ao Cauan, ao Maickel (Padilha, coordenador do núcleo de análise e mercado do América), mas principalmente ao Cauan pois é um cara que contribuiu demais pro meu trabalho, foi muito leal, muito fiel. É um menino de ouro, muito preparado, está se preparando, evoluindo, crescendo cada vez mais. Obviamente que é uma decisão do clube, né? Mas o Salum sabe da minha opinião, que eu tenho sobre o Cauan. E o América pode ficar tranquilo que vai estar muito bem representado lá na área técnica (contra o Cuiabá)”, comentou.

Felipe Conceição


Lisca ainda se referiu a Felipe Conceição, seu antecessor no América. Em 2019, o treinador ganhou destaque nacional justamente no clube com uma campanha de recuperação na Série B que quase resultou no acesso à elite nacional. Ele assumiu o Coelho na 10ª rodada, com cinco pontos e na vice-lanterna, e o levou à quinta posição, com 61.

Lisca disse ser um grande admirador do trabalho de Conceição e relembrou o episódio, ocorrido na semifinal do Mineiro deste ano, contra o Cruzeiro, em que foi flagrado pela TV Globo se referindo ao colega como ‘freguês’ após a ida do América à decisão. Para ele, tratou-se de uma brincadeira interna de vestiário, exposta publicamente pela captação do áudio por uma câmera.

“Desculpa, mas eu preciso falar isso pro Felipe, porque aconteceu uma situação muito desagradável aqui em relação a ele, eu sempre admirei demais ele, e dei essa minha opinião ao Salum. Se ele tivesse vontade, se fosse também vontade do América, eu gostaria muito que isso acontecesse (a volta dele ao clube). Se não for o Cauan...Mas é de coração Felipe, falei isso lá em Campinas, no jogo contra o Guarani (em 2020), que no momento que eu saísse do América, você teria que retomar. Mas isso é uma decisão da diretoria, é uma opinião pessoal minha”, acrescentou Lisca.



Suspense


Procurado pela reportagem do Superesportes nesta segunda-feira, Felipe Conceição preferiu não se manifestar sobre o seu possível retorno ao América. “Boa tarde! Prefiro não comentar nada no momento!”.



Compartilhe