Alê comemora América invicto contra 'potências' e revela drama familiar

Meia do Coelho ressalta importância do empate com o Flamengo e dedica gol à esposa que esteve recentemente internada

26/09/2021 14:00
compartilhe
Alê marcou no Independência e mandou o recado:
foto: Mourão Panda / América

Alê marcou no Independência e mandou o recado: "Patrícia, meu amor, o gol foi para você"

O América conseguiu passar invicto por Corinthians, São Paulo e, neste domingo, Flamengo nas últimas três partidas pelo Campeonato Brasileiro. O fato foi celebrado pelo meia Alê, autor do gol contra o Rubro-Negro, que comemorou muito também a recuperação da esposa Patrícia. Ela ficou internada por 13 dias recentemente. 



"Nosso objetivo era vencer esses jogos. Mas a gente sabe que vem numa crescente muito grande. São três potências do futebol e a gente vem amadurecendo a cada jogo, ganhando corpo para vencer e se distanciar cada vez mais da zona", disse Alê ao canal PFC. 

O América empatou com Corinthians (1 a 1), São Paulo (0 a 0) e Flamengo (1 a 1). Os duelos contra os paulistas foram fora de casa, na Neo Química Arena e Morumbi, respectivamente. Diante da equipe carioca, a igualdade foi conseguida nos acréscimos, neste domingo (26), no Independência. Essa sequência sem derrotas fez com o Coelho pudesse respirar fora da zona de rebaixamento. 

Alê aproveitou o momento especial e lembrou da família. "E, em relação ao gol, estou muito contente. Estava maduro esse gol. Passou perto contra Corinthians, contra o São Paulo. Hoje o gol saiu e quero dedicar em especial para a minha esposa que ficou 13 dias internada, numa situação bem complicada. E as pessoas que nos ajudaram - meu sogro, minha sogra e minha cunhada -, esse gol vai para elas e para os torcedores também", revela. 

O atleta americano deu detalhes do drama vivido recentemente. "Patrícia, meu amor, o gol foi para você, para a nossa família, para os nossos filhos. Ela passou por uma situação de pedra no rim, teve de fazer um procedimento, teve infecção sanguínea, líquido no pulmão. Então, foi uma situação que a gente nunca tinha passado. De ela ficar tanto tempo longe de casa. Temos uma filha de três anos, outro de um ano e meio. Foi inédito para eles também. Eles que passam praticamente 24 horas por dia com a mãe. Eu estou sempre viajando, trabalhando, né? Foi um momento muito difícil para nós, mas a gente superou com muita união como deve ser uma família", disse Alê. 

O América só volta a campo pelo Campeonato Brasileiro no próximo sábado, 2 de outubro. O jogo será contra o Cuiabá, pela 23ª rodada, na Arena Pantanal, às 17h. 

Compartilhe