UAI

2

Emocionado, Juninho dedica triunfo do América a Alan Ruschel: 'É especial'

Capitão do Coelho celebrou a vida do companheiro de equipe, sobrevivente do acidente aéreo da Chapecoense, em 2016

30/11/2021 23:48 / atualizado em 01/12/2021 01:25
compartilhe
Juninho também comentou sobre sua fase no Coelho
foto: Juarez Rodrigues/EM/D. A Press

Juninho também comentou sobre sua fase no Coelho


O volante Juninho comemorou muito a goleada do América por 3 a 0 diante da Chapecoense no estádio Independência, em Belo Horizonte, nesta terça-feira (30), pela 35ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. Além da vibração, o capitão do Coelho dedicou o triunfo ao lateral-esquerdo Alan Ruschel, um dos seis sobreviventes da tragédia aérea da Chapecoense, em Santa Cruz de La Sierra, na Colômbia. O acidente completou cinco anos nessa segunda-feira (29/11). 
Em entrevista concedida ao canal Premierer após o apito final, Juninho a destacou a importância de Ruschel para o restante do elenco. Segundo ele, a presença do defensor motiva os companheiros de grupo.  

"Um ponto hoje que tem que ser citado é esse cara aqui (Alan Ruschel). Ontem foi um dia difícil para esse cara. Ele é uma pessoa que transmite alegria para a gente. A presença dele no América fortaleceu muito minha fé, porque ele é um símbolo de Deus aqui, o livramento que ele recebeu de morte, não só ele, mas alguns. Mas eu quero citar ele porque ele está aqui com a gente", afirmou. 
 
 
"Ontem foi uma tristeza profunda dele, e a gente sentiu demais. Então, eu queria dedicar essa vitória de hoje para o Alan. (...) Você é um cara muito especial e não é à toa que você está vivo", concluiu. 
 

América 3 x 0 Chapecoense: fotos do jogo no Independência

Além de elogiar Ruschel, Juninho destacou o bom momento na carreira atuando. Para ele, a luta do time alviverde por uma vaga à Copa Libertadores da próxima temporada é o ápice da passagem dele pelo América. 

"Para mim é especial tudo isso que estou vivendo aqui, lógico que este ano estou vivendo o ápice desta passagem minha pelo América, e estou muito feliz. Feliz porque foram dificuldades que enfrentamos e eu tive continuidade. Então, isso mostra que alguma coisa de positivo estava sendo feita por mim", declarou. 
 

Com o triunfo, o Alviverde sobe do décimo para o oitavo lugar do Brasileirão, com 49 pontos. Sendo assim, o sonho de disputar a principal competição de clubes da América do Sul fica cada vez mais perto, já que o Ceará, um dos concorrentes diretos à vaga, foi derrotado pelo Flamengo por 2 a 1 no Maracanã, nesta terça-feira. Por sua vez, a Chapecoense continua na lanterna do campeonato, com 15. 

O próximo compromisso do América na Série A será decisivo para definir o planejamento de 2022. Neste domingo (5/12), às 19h, o time mineiro enfrenta justamente a equipe cearense na Arena Castelão, em Fortaleza, pela 37ª rodada. 

Compartilhe