UAI

2

Após vitória, Alencar diz que América 'não tem limite' na Libertadores

Dirigente afirmou que time fará festa na piscina para comemorar a classificação

02/03/2022 23:57 / atualizado em 03/03/2022 02:27
compartilhe
Alencar da Silveira Júnior: 'O América não tem limite'
foto: Lucas Bretas/Superesportes

Alencar da Silveira Júnior: 'O América não tem limite'


O presidente Alencar da Silveira Júnior disse que o América “não tem limite” na Copa Libertadores após vencer o Guaraní de virada por 3 a 2, no tempo normal, e 5 a 4, nos pênaltis. O time começou perdendo por 2 a 0 na etapa inicial, porém reagiu nos últimos 45 minutos e alcançou o resultado positivo com dois gols de Wellington Paulista, aos 12 e 28, e um de Pedrinho, aos 47.

“O América não tem mais limite. Nós chegamos e mostramos o que podemos fazer. Faremos muito mais. Entendo que temos um grupo forte, um trabalho responsável, que dá resultado. No segundo tempo mostramos que podíamos”, frisou o dirigente, que não perdeu a confiança no potencial dos jogadores mesmo com o revés por 1 a 0 há uma semana, no Independência.

Guaraní x América: fotos da partida em Assunção pela Libertadores



“Lá em Belo Horizonte, eu falava para o Salum: ‘estamos disputando uma partida de 180 minutos, 90 já foram, vamos esquecer’. ‘Nóis trupica (sic), mas não cai’. Torcedor americano, pode saber que nós damos resultado!”.

Acompanhado do coordenador geral Marcus Salum, Alencar garantiu que a noite será de festa para os jogadores no hotel onde a delegação está concentrada em Assunção, capital do Paraguai. Segundo ele, todos vão para a piscina comemorar.

“Já acertamos a cobertura do hotel. Vamos para a piscina comemorar. Eles fizeram a festa lá, nós vamos fazer a festa aqui. Depois de uma grande vitória, temos que comemorar. Os planos para o futuro, vamos falar depois. Beijo pra vocês!”.

Com a vitória sobre o Guarani, o América acumulou US$ 1,1 milhão (R$ 5,6 milhões) em premiação na Libertadores - US$ 500 mil na segunda fase e US$ 600 mil na terceira, na qual pegará o Barcelona, do Equador.

Caso supere o Barcelona e ingresse em um dos grupos, o Coelho acrescentará mais US$ 3 milhões pelos três jogos como mandante, totalizando uma receita de US$ 4,1 milhões (R$ 21 milhões) em sua estreia continental.

Barcelona e América devem medir forças nas duas próximas semanas pela Libertadores: o primeiro duelo em Belo Horizonte, em 8, 9 ou 10 de março, e o segundo em Guayaquil, nos dias 15, 16 ou 17.

Antes de pensar no torneio internacional, o Coelho terá compromisso pelo Campeonato Mineiro, no qual está fora do G4, em quinto lugar, com 14 pontos - um a menos que a quarta colocada, Caldense.

O técnico Marquinhos Santos deve escalar os reservas contra o Villa Nova, às 16h30 deste sábado, no Independência, pela nona rodada. O alviverde necessita de um triunfo para continuar com chances de avançar às semifinais.

Fotos da torcida do América no Defensores del Chaco



Compartilhe