UAI

2

América: Marquinhos admite risco no Mineiro e reforça foco na Libertadores

Técnico justifica escolha por time reserva em derrota para Villa, que deixa Coelho fora do G4 no Estadual

05/03/2022 20:30 / atualizado em 05/03/2022 21:38
compartilhe
Marquinhos Santos avalia derrota do América antes de decisão na Libertadores
foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press

Marquinhos Santos avalia derrota do América antes de decisão na Libertadores


O técnico Marquinhos Santos escalou o América com formação reserva neste sábado, contra o Villa Nova, no Independência, pelo Campeonato Mineiro,  devido à proximidade da decisão na Copa Libertadores. Na próxima terça-feira, às 21h30, no Horto, o time inicia disputa com Barcelona-EQU pela terceira fase preliminar do torneio, valendo vaga nos grupos.  Dessa forma, o Coelho acabou derrotado por 1 a 0 pelo Leão e ficou fora do G4 do Estadual a duas rodadas do fim da fase classificatória. 



Em coletiva após a derrota, Marquinhos Santos admitiu a dificuldade de avançar no Estadual e de dar motivação aos jogadores após a vitória heroica na Libertadores, com virada sobre o Guaraní, em Assunção, e classificação nos pênaltis, por 5 a 4. 

"Foi um jogo que tivemos domínio com um time praticamente reserva. Pensávamos que o jogo era importantíssimo para entrarmos no G4, mas ainda estamos na briga. Faltam duas rodadas. Difícil depois de uma mobilização que fizemos na Libertadores trazer esses jogadores para o Estadual, não desmerecendo o Estadual. Tentamos provocar, forçar, cobrar situações para erguê-los novamente, mas eles tentaram", comentou. 

Marquinhos Santos ressaltou que o planejamento para o início da temporada previa a rodagem do elenco para priorizar a disputa da Copa Libertadores da América. 

"É difícil montar um planejamento e oportunizar a todos. E estamos fazendo isso. Teve o Adyson, de 16 anos, entrando para pegar cancha, experiência e amadurecimento. Não abandonamos o Estadual. Tínhamos certeza da dificuldade de jogar o Campeonato Mineiro. Equipes que estão no meio ou na parte inferior da tabela jogam a vida contra o América, um time de Libertadores e de expressão nacional. Tivemos maior posse, tivemos maior volume, mas não tivemos competência para vencer o jogo. Tivemos menos finalizações do que em jogos anteriores, aí não tem como vencer jogo se você não finaliza no gol", analisou. 

América x Villa Nova: fotos do jogo no Independência pelo Mineiro



O comandante americano mostrou confiança na reação em busca da vaga nas semifinais do Campeonato Mineiro, mas reforçou que a prioridade total do clube é avançar à fase de grupos do principal torneio sul-americano. 

"Não tem desculpa, não tem muleta. Não conseguimos vencer. Fomos infelizes e saímos derrotados. Temos que assumir a responsabilidade, olhar para frente e buscar a vitória nesses dois jogos e deixar que Deus possa agir para ver o que acontece. No nosso planejamento tinha esse risco da não classificação, pois objetivamos um campeonato internacional para a temporada. E vamos mirar a Libertadores", concluiu. 

América x Villa: confraternização das torcidas no Independência



Situação no Mineiro


A derrota deixou o América na quinta posição do Mineiro, com 14 pontos. O time está a um ponto da Caldense, que completa o G4 e joga contra o Democrata na rodada, neste domingo, às 11h, em Poços de Caldas.  Veja a classificação completa do torneio. 

Pelo Estadual, o Coelho volta a campo somente no domingo que vem (15/3), contra o Uberlândia, no Parque do Sabiá, com objetivo de vencer para manter as chances de classificação às semifinais. 



Compartilhe