UAI

2

Paulinho Bóia aponta como poderá ser útil ao América na Libertadores

Reforço do Coelho, velocista disse que está preparado para jogar a fase de grupos do torneio continental

21/03/2022 21:19 / atualizado em 21/03/2022 21:43
compartilhe
Paulinho Bóia, vindo do Metalista, da Ucrânia, promete ajudar muito o América na Libertadores
foto: Mourão Panda / América

Paulinho Bóia, vindo do Metalista, da Ucrânia, promete ajudar muito o América na Libertadores


O atacante Paulinho Bóia, de 23 anos, foi apresentado pelo América nesta segunda-feira (21). No Centro de Treinamento Lanna Drumond, o reforço vindo do Metalist, da Ucrânia, recebeu as boas-vindas do diretor de futebol alviverde, Fred Cascardo, e destacou como poderá ser útil ao time de Marquinhos Santos na Copa Libertadores

  

O velocista disse que está preparado para jogar a fase de grupos, pois tem 'bagagem' na competição. O novo integrante do elenco disputou a competição sul-americana logo em seu início de carreira, quando vestia a camisa do São Paulo.

"Minha característica é jogar pelas beiradas do campo, mas posso fazer outra função, já que o importante é estar entre os titulares. Tenho drible, velocidade e vou buscar o meu espaço", disse Bóia.

O atacante afirmou que precisará de uma ou duas semanas de treino para pegar ritmo, já que não vinha jogando na Ucrânia. O velocista estava no Metalist desde outubro de 2021 e sem nenhum jogo realizado.



Contrato

 
Paulinho chegou ao América por empréstimo até o fim de junho. O contrato tem duração de pouco mais de três meses devido à suspensão do futebol na Ucrânia, que está em guerra contra a Rússia.

Caso o Campeonato Ucraniano volte a ser praticado na próxima temporada, Bóia retornará ao Metalist. Do contrário, o atleta estenderá seu vínculo com o Coelho até dezembro deste ano.

Impressões do Coelho na Libertadores


"Me chamou a atenção a garra que o time teve (na Libertadores), (já que) soube superar a pressão no Equador e saiu classificado", analisou o jogador, que revelou ter visto apenas um do América na Libertadores: o empate por 0 a 0 contra o Barcelona de Guayaquil, quando o time derrotou os equatorianos nos pênaltis (5 a 4) e garantiu uma vaga na fase de grupos.

"O Marquinhos me conhece bastante, trabalhei com ele no ano passado. Eu conheço a filosofia de trabalho dele, ele me conhece também e quero buscar o meu espaço para aproveitar a oportunidade de jogar da melhor forma possível", complementou Bóia, que foi comandado pelo atual técnico do América no Juventude, em 2021.

Compartilhe