UAI

2

De Patricão da Massa a líder no América: Patric destaca trajetória em Minas

Em entrevista ao Superesportes, lateral projetou o futuro do América na Libertadores e relembrou passagens por Cruzeiro e Atlético

25/03/2022 07:00 / atualizado em 25/03/2022 00:25
compartilhe

Patric fez parte do jogo mais emocionante da história do América: a virada por 3 a 2 sobre o Guaraní, em Assunção, pela Libertadores
foto: Mourão Panda/América

Patric fez parte do jogo mais emocionante da história do América: a virada por 3 a 2 sobre o Guaraní, em Assunção, pela Libertadores

 

Classificado à fase de grupos da Copa Libertadores, o América vive o melhor momento de sua história. Um dos pilares desse time, o lateral-direito Patric foi o convidado do episódio #17 do podcast Superesportes Entrevista. O atleta falou sobre sua trajetória no futebol mineiro, os jogos emocionantes neste início de temporada e o futuro do Coelho na Série A e no torneio continental. 

 

Natural de Criciúma, em Santa Catarina, Patric teve sua primeira experiência em Minas Gerais no ano de 2009, quando passou brevemente pelo Cruzeiro. Posteriormente, o jogador ganhou fama no estado como o 'Patricão da Massa', no Atlético, onde atuou em 187 jogos entre 2011 e 2020. No ano passado, ao assinar com o América, ele entrou para o seleto grupo de atletas que atuaram pelos três grandes clubes mineiros, feito que considera como "um título".

 

Aos 33 anos, completados nesta sexta (25 de março), o jogador dispensa a imagem de veterano e destaca os aprendizados que teve no futebol, principalmente atuando fora de sua posição de origem. Mesmo sendo lateral de ofício, Patric fez outras funções tanto no setor defensivo quanto ofensivo e afirma que essa versatilidade pode dar longevidade à sua carreira. No Coelho, ele se vê como um "gestor de elenco" pela facilidade de liderar.

 

Mesmo com quase 15 anos de carreira, foi no América, nesta edição, que Patric vivenciou o seu jogo mais marcante na Libertadores. A virada por 3 a 2 sobre o Guaraní, em Assunção, no Paraguai, pela segunda fase, fez o atleta ir do inferno ao céu em 90 minutos. Naquele dia, o time alviverde levou o jogo para os pênaltis e conquistou uma vaga na terceira etapa da competição. Na marra, o Coelho venceu sua primeira batalha continental. Agora, segundo o defensor, o sonho do elenco americano é enfrentar os gigantes do continente. 

 

Assista à entrevista com o lateral Patric, do América: 

 


Compartilhe