UAI

2

Marquinhos Santos entende críticas e promete evolução à torcida do América

Técnico do América, Marquinhos Santos reconheceu dificuldades da equipe, especialmente na criação de jogadas, mas prometeu evolução do time já na Libertadores

01/04/2022 18:30 / atualizado em 01/04/2022 18:48
compartilhe
Técnico Marquinhos Santos, do América, durante treino no CT Lanna Drumond, em Belo Horizonte
foto: João Zebral/América

Técnico Marquinhos Santos, do América, durante treino no CT Lanna Drumond, em Belo Horizonte


O técnico Marquinhos Santos, do América, entende e diz respeitar as críticas da torcida pelo desempenho da equipe. Nesta sexta-feira (1°), em entrevista coletiva concedida no CT Lanna Drumond, em Belo Horizonte, o treinador prometeu evolução do Coelho em campo e avisou: "É um processo".
 
 

A torcida do América, de modo geral, não estava satisfeita com o desempenho da equipe - nem mesmo nas classificações históricas na fase preliminar da Copa Libertadores. Na última segunda-feira (28), a goleada sofrida por 4 a 0 para o Athletico-PR, em jogo amistoso em Curitiba, amplificou a insatisfação e gerou muitas críticas nas redes sociais.

Sobre o tema, Marquinhos Santos foi enfático ao ressaltar o respeito e o entendimento diante das críticas dos torcedores. Ele explicou o resultado no Paraná e prometeu evolução da equipe, pedindo paciência aos adeptos do Coelho.

"Eu sempre falei que nas vitórias não está tudo certo, sempre precisamos evoluir. Com essa derrota, também não está tudo errado, né? Foi um jogo atípico, em que o nível de preparação mental e até mesmo para o jogo-treino, em que entramos com o pensamento e mentalizamos um treino, em que o adversário se preparou para uma guerra e o jogo mostrou isso. Quando se tem essa diferença mental, se tem essa dificuldade que apresentamos e que foi o jogo. Respeito o torcedor, entendo perfeitamente o torcedor americano, mas pode ter certeza, torcedor do Coelhão, que nós estamos desenvolvendo melhor, trabalhando demais para buscar evoluir essa equipe. Não tenho dúvida que ainda faremos essa equipe render muito mais do que rendeu no jogo contra o Guaraní, contra o Barcelona", garantiu.
 

Contratações do América para a temporada de 2022

 

"É um processo e, dentro dos processos, há uma evolução, sem dúvida nenhuma. Respeito demais o torcedor. Sempre abraçou a equipe desde a minha chegada. É normal e natural, dentro de uma goleada sofrida, mas em um amistoso.. Não se pode colocar tudo o que foi feito na temporada passada - no fim de temporada, no início desta (fazendo uma campanha histórica para o América) - a perder, na lata de lixo. Parece que nada foi feito e tudo está errado. Foram 90 minutos infelizes, para os quais não nos preparamos bem. Tem que ter equilíbrio, tem que se ter uma certa paciência, é normal, é natural. Entendo e respeito, e pode ter certeza que vamos trabalhar muito para a evolução da equipe. Colheremos os frutos ao final da temporada", completou Marquinhos Santos.

Mudança no estilo de ataque do América


Marquinhos Santos também fez um "diagnóstico" dos problemas de criação da equipe. Em sua avaliação, o Coelho passará, aos poucos, por uma leve mudança em seu estilo de ataque, optando por mais situações pelo corredor central. Na disputa da Copa Libertadores, o time apostou, principalmente, nas jogadas pelos corredores laterais terminando em cruzamentos.

"Nós temos criado. Acho que o mais difícil no futebol é criar oportunidades. Agora, claro, quando se cria muito, fica evidente essa questão da falta de gols ou da falta de oportunidade de gols. Então, vamos continuar trabalhando. É ter e passar tranquilidade aos atacantes. A responsabilidade não é só dos atacantes, até porque na bola parada, que é um fundamento do futebol tático, nós também temos que evoluir e procurar melhorar", analisou.
 
 

"Desenvolvemos aquilo que se fazia necessário de início de temporada para os jogos principais da Libertadores, que era um jogo de posse, jogo de transição pelos corredores, pelos flancos do campo. Agora, passamos a desenvolver o jogo no corredor central, onde acreditamos que teremos uma maior eficácia nessa construção de jogadas pelo centro. Aí, o aproveitamento começa a melhorar. Os jogadores têm trabalhado muito em função disso", disse Marquinhos.

O América fará sua estreia na fase de grupos da Copa Libertadores na próxima quarta-feira (6), às 19h. No Estádio Independência, em Belo Horizonte, o Coelho enfrentará o Independiente del Valle, do Equador.

Compartilhe