UAI

2

Mancini minimiza gol irregular do Galo: 'Fico com o grande jogo do América'

Técnico do América, Vagner Mancini minimizou erro de arbitragem em gol de empate do Atlético; ele enalteceu a atuação de seus comandados pela Libertadores

14/04/2022 00:10
compartilhe
Vagner Mancini elogiou atuação do América em empate com Atlético pela Libertadores
foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press

Vagner Mancini elogiou atuação do América em empate com Atlético pela Libertadores


O técnico Vagner Mancini, do América, minimizou o erro de arbitragem em lance que sacramentou o empate em 1 a 1 com o Atlético, em favor do Galo, na noite desta quarta-feira (13), no Mineirão. Após um clássico histórico pela Copa Libertadores, o novo treinador do Coelho avaliou que o que fica é o "grande jogo" feito pela sua equipe.
 
 

Mancini não deixou de mencionar a insatisfação com o erro que acabou por validar o gol de Ademir, ex-América, em favor do Galo. Ainda assim, disse ser "reticente" ao avaliar este tipo de situação e destacou que se o Coelho tivesse tido mais qualidade nos passes, poderia ter saído vencedor.

"Depois do jogo, quando você vê o lance, você tem um sentimento assim [de que foi prejudicado]. Mas eu acho que o jogo foi extremamente corrido. A gente lamenta muito o fato de não ter o VAR nessa fase, porque a Libertadores tem uma premiação muito alta. Você vê até em alguns campeonatos regionais do Brasil a utilização do VAR. Infelizmente, nessa fase a gente não vê. Eu sou um pouco reticente em falar disso, porque muitas vezes o lance é a teu favor, e hoje foi contra", avaliou Mancini. 

"Sempre que você toma um gol e vê que estava impedido é claro que o sentimento é de revolta, porque você deixa de somar dois pontos, mas eu prefiro ficar com a grande atuação do América. O grande jogo que nós vimos. O Atlético é uma equipe poderosa, e o América jogou em igualdade de condições dentro da sua estratégia. Diminuiu o campo de jogo, fez com que o Atlético perdesse muitas vezes a bola. Talvez, se a gente tivesse um melhor acerto no passe, teria até ganho o jogo, com mais um gol", completou.
 

Fotos do golaço de Felipe Azevedo, do América, no clássico

 

Mancini também falou sobre a cobrança feita pela torcida diante do mau desempenho recente do América. "Eu disse a eles uma coisa, antes da partida, que talvez tenha feito a diferença: essa cobrança em cima de todos eles é porque eles mesmos se colocaram nessa situação. Passaram por dois adversários difíceis, com dois jogos com cada um, e chegaram à fase de grupos. Na fase de grupos, você tem que exigir isso", revelou.

Estratégia para Atlético x América


O treinador do América também falou sobre sua estratégia para o jogo. Com apenas 19% de posse de bola, o Coelho conseguiu ameaçar nos contra-ataques que criou contra o Atlético e, dessa forma, marcou um golaço com Felipe Azevedo.

Para Mancini, não seria o ideal passar muitas informações aos jogadores antes do jogo. Ele comandou sua primeira atividade neste retorno ao Coelho ainda nesta terça-feira (12), na véspera do confronto decisivo pela Libertadores. Ainda assim, destacou a evolução apresentada pela equipe e afirmou: "O América já me deu mostras de que pode ser diferente".

"A gente tinha um pouco de dificuldade, pelo pouco tempo, de acertar muita coisa. A partir do momento em que você joga com o seu bloco baixo, de forma reativa, você tem que sair no contra-ataque e ser mortal. A posse de bola, em alguns momentos, ficou esquecida, mas nós tivemos a possibilidade de tê-la. (...) Eu também não queria passar muita informação, porque senão, de certa forma, a gente poderia confundir os atletas. Eu fiquei muito restrito em abaixar a linha e tirar o espaço do Atlético, jogar no contra-ataque e, consequentemente, quando a gente fizer isso, a gente tem que ter posse de bola no campo de ataque. Ninguém aguenta ficar batendo e voltando", analisou.
 

Fotos da torcida do América no clássico contra o Atlético, no Mineirão

 

"Essa posse de bola exagerada do Atlético no jogo com certeza não vai acontecer nos outros jogos. Eu quero que o América também tenha a posse inteligente, não essa posse que você fica com a bola nos pés do zagueiro. Isso, para mim, é irritante no futebol. Tudo vai vir a seu tempo. Eu espero ver o América diferente, mas hoje ele já me deu mostras que pode ser diferente", encerrou Vagner Mancini.

O América volta a campo no sábado (16), às 19h, para medir forças com o Juventude, pela 2ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. No Estádio Independência, em Belo Horizonte, o Coelho precisa se reabilitar da derrota sofrida diante do Avaí, na 1ª rodada, por 1 a 0.
 

Atlético 1 x 1 América: fotos do clássico no Mineirão pela Libertadores

 

Compartilhe