UAI

2

Marcus Salum ressalta pioneirismo do América com SAF e avalia propostas

Coordenador de clube-empresa do Coelho disse que diretoria é seletiva na análise de ofertas para entregar proposta aos conselheiros

28/04/2022 21:15
compartilhe
Conselho de Administração do América, com Euler Araújo e Marcus Salum, avalia propostas
foto: Mourão Panda/América

Conselho de Administração do América, com Euler Araújo e Marcus Salum, avalia propostas


Perto do aniversário de 110 anos, a serem completados neste sábado, o América acerta detalhes para presentear a torcida com novos investidores e parceiros no projeto clube-empresa. O coordenador geral de futebol, Marcus Salum, disse que o Coelho, como um dos pioneiros na formação da Sociedade Anônima do Futebol (SAF) no Brasil, estuda de forma tranquila a melhor oferta para se associar a um nome de peso do mercado. 



Em entrevista virtual no CT Lanna Drummond, nesta quinta-feira, Marcus Salum disse que o América avalia a melhor oferta para negociar parte da SAF. Ele avisou, porém, que não há pressa para apresentar o projeto aos conselheiros, o que só ocorrerá quando o clube definir o investidor.

"O américa foi o primeiro clube que começou esse trabalho com SAF. Havia expectativa muito grande que já tivéssemos assinado. Como temos sido muito seletivos com qualidade de proposta, só vamos divulgar quando levarmos para aprovação do Conselho. Mas está andando bem", adiantou o coordenador.

O dirigente alertou que a situação financeira do América, embora equilibrada para os parâmetros do futebol brasileiro, não é das mais saudáveis. Mesmo assim ele destacou a gestão séria das administrações anteriores, que administraram o clube com recursos dentro da planilha de custos, sem onerar o caixa. 

 

"Temos que ter a consciência de que para um clube crescer, precisa viver isso que o América está vivendo, tem que aprender e absorver. Não posso achar que tudo o que temos de recursos e possibilidade não tem limite. Aumentamos o patamar de contratações e o custo do futebol, mas sem arriscarmos o suficiente, fizemos em cima de trabalho com sobriedade ao longo dos anos", comentou.


Compartilhe