UAI

2

América: Salum vê Libertadores como aprendizado e diz que foco é a Série A

Coordenador de futebol considera que Coelho ainda tem chance de avançar no torneio, mas decreta que prioridade é o Brasileirão

28/04/2022 20:04 / atualizado em 29/04/2022 00:40
compartilhe
Salum conversou com os jogadores e ressaltou que prioridade do Coelho é a Série A
foto: Mourão Panda/ América

Salum conversou com os jogadores e ressaltou que prioridade do Coelho é a Série A


Em meio à disputa do primeiro campeonato internacional na história, logo a cobiçada Copa Libertadores, o América não desviará o foco do Campeonato Brasileiro. O coordenador de futebol Marcus Salum disse que a prioridade do Coelho, embora debute na principal competição continental nesta temporada, é a sequência da Série A. 

Em entrevista virtual nesta quinta-feira, Salum comentou sobre a situação delicada do América na Libertadores, mas descartou pressão por resultados. Em último lugar no Grupo D, com apenas um ponto em três partidas, o Coelho precisa buscar a classificação às oitavas de final no clássico diante do Atlético, no Independência, e em duelos fora de casa contra Tolima e Independiente del Valle.



O dirigente disse que a Libertadores é uma espécie de aprendizado para um clube que disputa o torneio pela primeira vez. Por outro lado, Marcus Salum decretou como prioridade a afirmação do América no cenário nacional, com foco total em boa campanha nesta Série A. "Nós, da diretoria, já deixamos claro aos jogadores que a prioridade é o Campeonato Brasileiro. Não vamos cair na ilusão de jogar todas as energias na Libertadores e esquecer do Brasileiro, porque não é viável", declarou.

"A importância do Brasileiro está incutida no grupo e temos que entender que as competições são duras. O América está se firmando como grande clube da Série A, mas ainda não se consolidou. O América vem de bons trabalhos e isso demanda tempo", continuou o dirigente, que analisou a Libertadores como um sonho e também um aprendizado para o clube alviverde. 

"É um sonho engrandecer o clube, achei que em vida eu não conseguiria realizar. Agora, temos que desfrutar e aprender, pois a Libertadores tem nos ensinado muito, pelo fato de disputarmos em um grupo com três campeões nacionais. O objetivo é duro, mas precisamos entender que para atingir o objetivo, a gente tem que aprender primeiro", ensinou. 

Salum considera que a classificação do América ao 'mata-mata' ainda é algo viável no grupo. "Estamos fazendo nosso melhor na Libertadores. Conseguimos duas classificações históricas (nas fases preliminares), tivemos três partidas e a de ontem (diante do Tolima) foi uma aberração. Fizemos um grande jogo contra o Atlético e poderíamos ter ganhado, o que infelizmente não ganhamos por outras circunstâncias. O América sempre foi um time que se superou, nada impede que o América vá bem nessas três partidas", comentou. 



Compartilhe