UAI

2

'O que o América te fez, cara***?', dispara diretor do clube contra árbitro

Euler Araújo se revoltou com as decisões de Anderson Daronco no empate do Coelho com o Fluminense; time teve um a menos desde o início do jogo

16/06/2022 06:00 / atualizado em 16/06/2022 01:50
compartilhe
Anderson Daronco apitou o empate entre América e Fluminense
foto: Alexandre Guzanshe/EM/DA.Press

Anderson Daronco apitou o empate entre América e Fluminense


Após o América empatar em 0 a 0 com o Fluminense nessa quarta-feira (15), pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. Euler Araújo, membro do conselho administrativo do Coelho, se revoltou com o árbitro Anderson Daronco. 


 
No Independência, o time jogou com um a menos desde os 11 minutos do primeiro tempo, quando o meia Alê foi expulso por dar uma cotovelada no rosto do zagueiro tricolor Nino.
 
Inicialmente, Daronco não advertiu o jogador americano. No entanto, ao ser chamado pelo VAR para analisar o lance, mudou de ideia e aplicou o cartão vermelho. 
 
Ao fim da partida, Euler foi à zona mista, próximo aos vestiários, e disparou contra o árbitro. As imagens foram flagradas pelo ge.globo.
 
"É a vida inteira, esse cara tem ódio do América, cara***. O que você tem contra o América, po***? O que o América te fez, cara***?" O que o América te fez, cara***?", reclamou o dirigente.
 
Fred Cascardo, diretor de futebol do clube, tentou acalmar Euler. Presidente da SAF do América, Marcus Salum também aparece se dirigindo de forma incisiva à arbitragem.

Em entrevista coletiva, o técnico Vagner Mancini não opinou sobre o lance da expulsão, mas cobrou a marcação de um pênalti a favor do América, em uma jogada envolvendo o zagueiro Conti. 
 
Daronco não registrou as reclamações dos dirigentes do clube na súmula. 

América 0 x 0 Fluminense: fotos do jogo no Independência pela Série A


 

América x arbitragem

 
Essa não é a primeira vez que o clube mostra contrário à decisões tomadas pela equipe de arbitragem. Após a derrota por 2 a 0 para o Ceará na quarta-feira passada, também no Independência, o América solicitou o áudio do VAR à CBF.
 
No primeiro gol, o árbitro Douglas Marques das Flores foi chamado à cabine de vídeo para avaliar o lance. Na jogada, o responsável pelo VAR, Ciro Chaban Junqueira, entendeu que poderia ter havido uma possível cotovelada de Mendoza em Patric. Flores observou o lance no vídeo e decidiu validar o gol.

Compartilhe