UAI

2

Com possíveis saídas, Atlético mapeia meio-campistas para a temporada 2022

Clube pretende reforçar o setor, que pode sofrer baixas ao longo do ano que vem

26/12/2021 04:00 / atualizado em 25/12/2021 17:04
compartilhe
Tchê Tchê tem contrato por empréstimo com o Atlético até maio de 2022
foto: Pedro Souza/Atlético

Tchê Tchê tem contrato por empréstimo com o Atlético até maio de 2022

Com chances de perder meio-campistas, o Atlético tem mapeado o mercado de jogadores da posição. O setor é uma das prioridades do clube no mercado para a temporada 2022.

Em relação ao elenco que conquistou o 'Triplete Alvinegro' em  2021, há uma substituição no meio-campo: Allan Franco (emprestado ao Charlotte FC, dos EUA) dá lugar a Guilherme Castilho (que volta à Cidade do Galo após se destacar durante período de empréstimo no Juventude).

Outras modificações devem ocorrer. Jogadores pouco aproveitados na temporada recém-encerrada, como os meias Hyoran, Nathan e Dylan Borrero, têm futuro incerto. Emprestá-los é uma possibilidade aventada pela diretoria atleticana.

Hyoran, por exemplo, despertou o interesse do Coritiba. O clube paranaense, porém, não aceitou as exigências alvinegras para liberá-lo por uma temporada. Dylan é bem avaliado pelo Athletico-PR, mas o presidente do Galo, Sérgio Coelho, garantiu não ter recebido proposta.

Ao longo de 2022, o Atlético pode perder um reserva muito utilizado pelo técnico Cuca: Tchê Tchê. O meio-campista está emprestado pelo São Paulo até maio. Para permanecer com ele, o clube alvinegro precisa pagar um valor pré-estabelecido contratualmente.

O trio que encerrou a temporada como titular - Allan, Jair e Matías Zaracho - tem mercado para venda, no entendimento da diretoria alvinegra. Para se proteger e lucrar mais em uma eventual venda, o Atlético estuda possibilidades para viabilizar a compra de mais um percentual do argentino de 23 anos, que tem parte dos direitos ligados ao Racing-ARG. Atualmente, o Galo detém 50%.

Quem chega?

Mas quem poderia ser contratado em caso de saídas? O grande desejo da diretoria é o volante Edenílson, do Internacional e da Seleção Brasileira. Diretor de futebol alvinegro, Rodrigo Caetano é admirador confesso do jogador de 32 anos, com quem trabalhou em Porto Alegre.

Ao longo das últimas semanas, houve contatos do Atlético para entender a operação para tirar o volante do Internacional. Os altos valores, porém, tornam a negociação mais complexa.

Outros nomes, porém, agradam ao técnico Cuca. Éderson, destaque do Fortaleza em 2021, é um deles. O ex-jogador do Cruzeiro pertence ao Corinthians. A diretoria atleticana buscou informações sobre o meio-campista de 22 anos, mas ainda não apresentou proposta.

Recentemente, a Itatiaia informou o interesse alvinegro em Otávio, do Bordeaux-FRA.

Hulk, Alonso e Arana; veja como foi o Natal dos jogadores do Atlético


Compartilhe