UAI

2

No Galo, El Turco buscará 2° título continental da carreira; veja histórico

Técnico foi campeão da Sul-Americana em 2010 e participou de trabalho vencedor no México

19/01/2022 07:00
compartilhe
'El Turco' chegou ao Atlético em busca de temporada vencedora no clube
foto: Pedro Souza/Atlético

'El Turco' chegou ao Atlético em busca de temporada vencedora no clube

Antonio 'El Turco' Mohamed chegou ao Atlético com um sonho: conquistar pela primeira vez o título da Copa Libertadores. O treinador busca a segunda taça continental da carreira e espera que, na passagem pelo Galo, conquiste o título que não conseguiu na temporada 2013 graças ao 'Milagre do Horto'.

Veja todos os jogadores que iniciam a pré-temporada do Atlético



Em uma das reuniões para o acerto com o Atlético, 'El Turco' afirmou que tem um desejo no comando do clube mineiro: conquistar o título da Libertadores que escapou. A revelação foi feita por Rodrigo Caetano, diretor de futebol do Galo que participou das negociações. 

"Ele complementou com a frase: 'Gostaria muito de poder ir ao Galo para justamente ganhar essa Libertadores'. No entendimento dele, escapou naquela oportunidade", relatou o dirigente alvinegro.

Naquele ano, 'El Turco' comandava o Tijuana, do México. Com uma campanha boa, foi eliminado nas quartas de final para o próprio Atlético pelo critério do gol fora de casa: empate por 2 a 2 em casa e 1 a 1 no Independência. A história poderia ter sido diferente, mas Victor, nos acréscimos do segundo tempo, defendeu com o pé esquerdo a cobrança de pênalti do atacante Riascos e colocou o Galo na semifinal.

Naquela edição, o Tijuana foram cinco vitórias, quatro empates e apenas uma derrota, para o Corinthians, na fase de grupos. Além do trabalho no time mexicano, Antonio Mohamed disputou a Libertadores mais duas vezes como treinador: Independiente e Huracán, ambos da Argentina. Nas duas edições, foi eliminado na primeira fase.

O trabalho vencedor aconteceu também no Independiente. Em 2010, assumiu o 'Rey de Copas' logo após a derrota no jogo de ida das oitavas de final para o Defensor, do Uruguai. 'El Turco' comandou a equipe na reviravolta e a levou até o título, batendo Deportes Tolima, da Colômbia, LDU, do Equador, e Goiás, nos pênaltis, na decisão.

Já na disputa da Recopa Sul-Americana de 2011, ficou com o vice-campeonato contra o Internacional. No primeiro jogo, o Independiente venceu em casa por 2 a 1. No Beira-Rio, foi derrotado por 3 a 1 e acabou perdendo a taça.

Veja todas as contratações dos times da Série A para 2022



México


O novo treinador do Atlético disputou duas vezes a Liga dos Campeões da Concacaf comandando clubes mexicanos. Na primeira vez, em 2014/15, classificou o América-MEX para o mata-mata com três vitórias e um empate, mas acabou deixando o comando da equipe no segundo semestre. O América se sagrou campeão continental na temporada.

A segunda participação foi na temporada 2016/17, com o Monterrey, quando acabou eliminado na primeira fase.

Veja todos os números abaixo.


Copa Libertadores


2011 - Eliminado na fase de grupos com o Independiente-ARG
Duas vitórias, dois empates e duas derrotas

2013 - Eliminado nas quartas de final com o Tijuana-MEX
Cinco vitórias, quatro empates e uma derrota

2019 - Eliminado na primeira fase com o Huracán-ARG (deixou o clube antes do último jogo)
Um empate e quatro derrotas

Copa Sul-Americana


2010 - Campeão com o Independiente-ARG (assumiu no segundo jogo das oitavas de final)
Três vitórias, duas derrotas e dois empates

Recopa Sul-Americana


2011 - Vice com o Independiente-ARG 
1 vitória e 1 derrota

Liga dos Campeões da Concacaf


2014/15 - Deixou o América-MEX após o fim da primeira fase (time acabou campeão)
Três vitórias e um empate 

2016/17 - Eliminado na primeira fase com o Monterrey-MEX
Duas vitórias e duas derrotas

Compartilhe