UAI

2

Atlético chega à decisão com sua melhor defesa no atual formato do Mineiro

Equipe de Turco Mohamed sofreu apenas cinco gols em 13 partidas realizadas no Campeonato Mineiro; setor pode ser reforçado na decisão

29/03/2022 18:31
compartilhe
Everson jogou sete vezes no Campeonato Mineiro e levou apenas três gols
foto: Pedro Souza/Atlético

Everson jogou sete vezes no Campeonato Mineiro e levou apenas três gols

O Atlético de Turco Mohamed tem a sua melhor defesa desde que o Campeonato Mineiro passou a ser disputado no atual formato. A equipe sofreu apenas cinco gols nas 13 partidas disputadas - 11 pela fase classificatória e duas pela semifinal. Neste sábado, às 16h30, no Mineirão, o Alvinegro tentará manter o bom nível defensivo diante do Cruzeiro para conquistar o tricampeonato estadual.

O levantamento do Superesportes leva em conta todas as edições em que o Galo chegou à decisão com 13 partidas disputadas (em 2004 a primeira fase tinha 14 times, enquanto nas temporadas 2009, 2010, 2018 e 2019 a competição teve quartas de final). O melhor desempenho alvinegro havia sido nos anos de 2012, 2020 e 2021, todos com oito gols sofridos.

Durante a campanha, o técnico Turco Mohamed mexeu bastante no sistema defensivo, dando oportunidade a todos os atletas do elenco. A dupla de zaga considerada titular era formada por Nathan Silva e Diego Godín, mas Réver, Igor Rabello e Vitor Mendes também tiveram chances em campo.

O sistema defensivo ficou ainda mais forte com o retorno de Junior Alonso, capitão e líder da equipe campeã de quase tudo no ano passado. O jogador chegou por empréstimo junto ao Krasnodar, da Rússia, e ainda não estreou. Existe uma expectativa pelo retorno do defensor paraguaio justamente na decisão.

"Sabemos da nossa responsabilidade no sábado, diante do rival, e espero que a gente consiga dar essa sequência que tivemos em toda a competição. Que nosso setor defensivo possa dar o melhor como tem feito e saiamos sem sofrer gols; e nosso ataque faça o que vem fazendo, que são os gols que vem decidindo as partidas pra gente", disse o experiente Réver, em entrevista coletiva na Cidade do Galo.

Um dos gols sofridos pelo Galo na atual campanha foi justamente do Cruzeiro, rival na decisão. O time celeste abriu o placar no clássico com o jovem Vitor Roque, mas o Atlético virou com Hulk e Ademir. Além da melhor defesa, o Alvinegro também tem o melhor ataque, com 28 gols marcados.

Desempenho defensivo do Atlético no atual formato do Estadual até a final


2007 - 11 gols sofridos
2008 - nove gols sofridos
2011 - 17 gols sofridos
2012 - oito gols sofridos
2013 - 12 gols sofridos
2014 - dez gols sofridos
2015 - nove gols sofridos
2016 - 13 gols sofridos
2017 - dez gols sofridos
2020 - oito gols sofridos
2021 - oito gols sofridos
2022 - cinco gols sofridos

Compartilhe