UAI

2

Hulk brilha, e Atlético estreia no Brasileiro com vitória sobre o Inter

Astro do Galo fez os dois gols da partida no Mineirão e garantiu os primeiros pontos da equipe na competição nacional

10/04/2022 17:49 / atualizado em 10/04/2022 21:59
compartilhe
Imagem já tradicional no Mineirão: Hulk comemorando e adversários desesperados
foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A. Press

Imagem já tradicional no Mineirão: Hulk comemorando e adversários desesperados

Atual campeão brasileiro, o Atlético estreou com vitória na nova edição da competição. Na tarde deste domingo, no Mineirão, o Galo bateu o Internacional por 2 a 0 e garantiu os seus primeiros pontos na Série A. E quem garantiu o triunfo ao Alvinegro foi o astro Hulk, autor dos gols do confronto, um no começo do primeiro tempo e outro nos acréscimos da etapa final.


O Atlético teve maior domínio no primeiro tempo e criou suas melhores oportunidades. Hulk aproveitou toque de cabeça de Junior Alonso para balançar as redes. O Galo, apesar de ter maior posse, não conseguiu ampliar o placar. Na etapa final, a equipe alvinegra diminuiu o ritmo e viu o Colorado crescer, inclusive, acertando uma bola na trave. Quando os visitantes estavam na pressão final, o time mineiro saiu em contra-ataque rápido que foi finalizado com um golaço de cavadinha do camisa 7.


O Atlético volta a campo no Campeonato Brasileiro no próximo domingo, às 18h, na Arena da Baixada, contra o Athletico-PR. Antes, porém, o Galo tem clássico pela Copa Libertadores. O Alvinegro recebe o América, quarta-feira, no Mineirão, pelo Grupo D da competição continental.

O Internacional também jogará pelo Brasileirão no domingo, às 18h. A equipe recebe o Fortaleza, no Beira-Rio. No mesmo local, o time joga na quinta-feira, às 21h30, contra o Guaireña, do Paraguai, pela Copa Sul-Americana.

Atlético x Internacional: veja fotos da partida no Mineirão



O jogo


O técnico Turco Mohamed poupou quatro titulares no confronto contra o Internacional. Mariano, Jair, Nacho e Zaracho não começaram o duelo no Mineirão. Os substitutos foram Guga, Otávio, Ademir e Sasha.

Na formação com quatro atacantes, Ademir caiu pelo lado direito, Keno pela esquerda, enquanto Sasha e Hulk alternavam a função de centroavante. Hulk, inclusive, formou dupla, vez ou outra, com Ademir pela direita. A ideia era aproveitar a improvisação de Liziero na lateral esquerda do time colorado.

O Inter tinha como principal estratégia não deixar o Galo sair jogando com tranquilidade. Ao apertar a marcação no campo ofensivo, deixou a defesa desguarnecida. O time alvinegro, então, aproveitou para criar oportunidades com saídas em velocidade e passes longos.

Na primeira chance, Ademir recebeu de Keno e acertou o travessão em chute de primeira. No lance seguinte, após cobrança de escanteio e bate-rebate, Junior Alonso cabeceou para a área, Hulk recebeu livre, limpou o goleiro Daniel e finalizou para o gol vazio, explodindo o Mineirão: 1 a 0.

Após o gol, o Atlético passou a ter mais tranquilidade na saída de bola. O Inter baixou um pouco as linhas para tentar se acertar na marcação. Rodando a bola em velocidade da esquerda para o meio e vice-versa, o Galo buscava atrair os marcadores para aquele setor, liberando espaço pela direita. Desta forma, Guga e Ademir receberam muitos lançamentos para dominar e romper linhas pelo campo. As tomadas de decisão, principalmente do atacante, não foram as melhores. Por isso o primeiro tempo terminou com um placar magro.

Pelo lado colorado, apenas duas chances. A primeira finalização, aos 35 minutos, foi de Carlos de Pena, que parou em grande defesa de Everson. O outro chute da equipe foi fraco, de longe, efetuado por Edenílson. O Colorado pouco deu trabalho na etapa inicial.

O Internacional voltou para o segundo tempo com Mercado na vaga de Wesley Moraes. Desta forma, o Colorado passou a jogar numa espécie de 3-5-2. A mudança deixou o Inter mais encorpado em campo, mas sem tanta força no ataque. 

O começo da segunda etapa teve maior domínio do Colorado, mas sem ações de perigo. Ao ver a equipe ter dificuldades em manter a posse, principalmente no meio, Turco Mohamed colocou Zaracho em campo na vaga de Sasha. O jogo seguiu sem muitas emoções e novas mudanças foram feitas.

Após as novas trocas, o Inter perdeu um pouco da força no meio. O Galo passou a ter mais posse e voltou a incomodar com ações ofensivas. A partir daí, passou a criar situações de perigo. Savarino parou em grande defesa de Daniel. Jair teve chute interceptado por Bruno Mendéz. 

Mas foi o Inter que teve a melhor chance. Num contra-ataque de alta velocidade puxado por Taison, Edenílson recebeu e finalizou na trave. 

O Inter pressionou nos minutos finais, mas quem marcou de novo foi o Galo. E de novo com o incrível Hulk. Vargas acionou Zaracho de calcanhar. O argentino arrancou e lançou para o goleador alvinegro, que deixou o marcador para trás com uma pedalada e tocou de cavadinha por cima do goleiro para fechar o placar: 2 a 0 e fim de jogo no Mineirão.

Fotos da torcida do Atlético em jogo contra o Inter, pelo Brasileiro



ATLÉTICO 2 X 0 INTERNACIONAL


Atlético

Everson; Guga, Nathan Silva, Junior Alonso e Guilherme Arana; Allan e Otávio (Jair, 18/2°T); Ademir (Savarino, 18/2°T), Keno (Vargas, 33/2°T), Sasha (Zaracho, 12/2°T) e Hulk
Técnico: Turco Mohamed
 

Internacional

Daniel; Bustos, Bruno Mendéz (Caio Vidal, 43/2°T), Kaique Rocha e Liziero; Gabriel, Edenílson e Maurício (Alemão, 22/2°T); Taison, Wesley Moraes (Mercado, no intervalo) e Carlos de Pena
Técnico: Alexander Medina
 
Gols: Hulk (9/1°T e 48/2°T)
Cartões amarelos: Keiller (36/1°T); Gabriel (44/1°T); Nathan Silva (9/2°T); Arana (16/2°T); Mercado (31/2°T)
 
Motivo: 1ª rodada do Campeonato Brasileiro
Estádio: Mineirão
Público: 37.531
Renda: R$1.233.070,13
Data e horário: domingo, 10 de abril, às 16h
 
Árbitro: Bruno Arleu de Araujo (FIFA/RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (FIFA/RJ) e Carlos Henrique Alves de Lima Filho(RJ)
VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)

Compartilhe