UAI

2

Atlético: Guilherme Arana confirma saída de Dylan Borrero em postagem

Lateral-esquerdo publicou vídeo se despedindo do colombiano nas redes sociais

19/04/2022 18:41 / atualizado em 19/04/2022 22:33
compartilhe
Guilherme Arana e Dylan Borrero atuaram juntos no Atlético entre 2020 e 2022
foto: Reprodução

Guilherme Arana e Dylan Borrero atuaram juntos no Atlético entre 2020 e 2022


  
Dylan Borrero está de saída do Atlético. Conforme divulgou o Superesportes, o meia-atacante colombiano será vendido ao New England Revolution, dos Estados Unidos, por R$ 21,1 milhões. No final da tarde desta terça-feira (19), o lateral Guilherme Arana se antecipou ao Galo e postou um story no Instagram se despedindo do colega de elenco.


Após poucos minutos no ar, a publicação foi apagada. No vídeo, Arana entrega uma camisa autografada e abraça o agora ex-companheiro. "Deus abençoe, meu irmão", escreveu o atleta na postagem. Até o momento, o Galo não confirmou a saída de Dylan. 
 
Nessa segunda-feira, o colombiano passou por exames médicos no hospital Mater Dei, em BH, como forma de agilizar a negociação com os estadunidenses. A proposta do New England Revolution é por 80% dos direitos econômicos de Borrero. O Atlético ainda ficaria com os 20% restantes, o que significaria lucro em uma futura transação do colombiano pelo clube norte-americano.  

Trajetória de Dylan Borrero no Atlético 


Dylan Borrero tem 20 anos e atuou com a camisa do Galo em 47 jogos, com três gols marcados. Ele estreou pelo time alvinegro em 2 de fevereiro de 2020, no empate por 1 a 1 com o Tombense, pelo Campeonato Mineiro daquele ano.

Na atual temporada, Dylan fez 11 apresentações, marcou um gol e deu duas assistências. Em dois anos no clube, o jogador conquistou um tricampeonato estadual, a Copa do Brasil de 2021, o Campeonato Brasileiro de 2021 e a Supercopa do Brasil de 2022. 
 
Quando chegou ao Galo, Borrero tinha 18 anos e era apontado como uma das grandes promessas do futebol colombiano. A compra dos direitos ao Independiente Santa Fe, da Colômbia, foi fechada por 1 milhão de euros (à época R$ 4,2 milhões). Por atraso de algumas parcelas, clube mineiro foi acionado na Fifa. Ao todo, a aquisição do colombiano custou aos cofres atleticanos R$ 5,19 milhões, já incluindo juros. 
 
 


Compartilhe