UAI

2

Faturamento, empregos: números do shopping que o Atlético quer vender

Diretoria entende que só com a quitação de parte das dívidas bancárias, que será feita com a venda do centro comercial, o clube conseguirá ser autossustentável

01/06/2022 13:10 / atualizado em 01/06/2022 15:00
compartilhe
Atlético venderá 49,9% do Shopping DiamondMall
foto: Divulgação

Atlético venderá 49,9% do Shopping DiamondMall


Depois da aprovação do Conselho Deliberativo, a diretoria executiva do Atlético já está autorizada a vender 49,9% do shopping Diamond Mall, a parte que ainda resta ao clube. Agora, o Galo fará prospecção no mercado para precificar a sua porcentagem no empreendimento, em busca de possíveis compradores.



O Superesportes procurou dados relativos à operação para entender melhor quanto dinheiro gira em torno do centro comercial, que é considerado um dos mais valorizados de Belo Horizonte.   

De acordo com informações da Multiplan, o shopping possui hoje 272 lojas e emprega diretamente 2.477 pessoas. No ano passado, o Diamond contabilizou R$ 475,7 milhões em vendas, com um tráfego de 3 milhões de visitas. O perfil do público é 90% das classes A e B, sendo 55% de mulheres.

Inaugurado em 1996, o Diamond está localizado na Avenida Olegário Maciel, número 1600, no Bairro de Lourdes. 

Naquele espaço, o Atlético ergueu o Estádio Presidente Antônio Carlos, inaugurado em 1929 e demolido em 1994. O Galo resolveu construir o shopping para tentar angariar recursos para o clube, que já mandava seus jogos no Mineirão desde os anos 1960. 

Hoje, o Atlético estima que consiga vender o estádio por um 
valor acima de R$ 300 milhões.

A diretoria entende que só com a quitação de parte das dívidas bancárias o clube conseguirá seguir o caminho para ser autossustentável. O Galo calcula que pagou quase R$ 80 milhões com juros em 2021.

No total, a dívida do Atlético cresceu, segundo o último balanço. Era de R$ 1,234 bilhão ao fim de 2020. Em dezembro de 2021, o valor subiu 6% e alcançou R$ 1,312 bilhão.

Lucro com o Diamond Mall


Hoje, a Multiplan detém o contrato de arrendamento do shopping até 2030, com 90% da participação no lucro. 

Em 2020, a empresa adquiriu 50,1% do shopping por R$ 268 milhões, sendo R$ 296,773 milhões o valor atualizado na data de fechamento da operação. Em janeiro daquele ano, a Multiplan pagou R$ 5,935 milhões, com o restante sendo quitado da seguinte forma - todas as parcelas são atualizadas pela variação do CDI: 

  1. uma parcela de R$ 23,794 milhões; 
  2. três parcelas mensais de R$ 11,871 milhões; 
  3. duas parcelas mensais de R$ 8,903 milhões; 
  4. 30 parcelas de R$ 7,123 milhões. 

Ainda segundo o acordo, o Atlético receberá durante 48 meses sucessivos o percentual de 7,515% do faturamento mensal bruto do Diamond Mall – esse total foi estimado em R$ 18 milhões pela Multiplan.

Vendas


Os números divulgados no balanço da Multiplan mostram crescimento no total de vendas do shopping. No 1º trimestre de 2022, foram R$ 128,5 milhões em comercializações contra R$ 69,2 milhões no 1º trimestre de 2021.

Um gráfico produzido pela empresa indica que o Diamond é o terceiro shopping de sua rede em "vendas por m²" na correlação com "aluguel por m²/vendas por m²", com números de 2019, dados anteriores à pandemia de COVID-19. Isso reforça a importância do centro comercial.

Relação
foto: Reprodução

Relação "vendas por m²" na correlação com "aluguel por m²/vendas por m²" dos shoppings da Multiplan em 2019


Dados do Diamond Mall


Inauguração: 06/11/1996
Número de lojas: 272
Empregos: 2.477
Vendas em 2021: R$ 475,7 milhões
Tráfego em 2021: 3 milhões de visitas
Perfil do público: 90% classes A e B; 55% mulheres

Vendas de lojistas

4º trimestre de 2021: R$ 181,4 M
4º trimestre de 2020: R$  141,5 M 
Variação positiva de 28,2%

1º trimestre de 2022: R$ 128,5 M 
1º trimestre de 2021: 69,2 M 
Variação positiva de 85,7%

Compartilhe