UAI

2

Hulk completará 100 jogos pelo Atlético; veja feitos e conquistas do ídolo

Atacante caiu nas graças da torcida alvinegra, foi decisivo no mágico ano de 2021 e se tornou um dos maiores jogadores da história do clube

12/07/2022 05:00 / atualizado em 12/07/2022 09:54
compartilhe
Cena comum: Hulk comemorando um gol com a camisa do Atlético
foto: Bruno Sousa/Atlético

Cena comum: Hulk comemorando um gol com a camisa do Atlético

"Hulk, Hulk, Hulk". Seja na subida para o aquecimento, no anúncio da escalação, em um lance de bola parada ou na explosão de um gol marcado, o Mineirão entra em êxtase ao celebrar o nome do grande jogador de uma das gerações mais vencedoras do Atlético. Na partida decisiva contra o Flamengo, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, nesta quarta-feira, no Maracanã, Givanildo Vieira de Sousa entrará em campo pela 100ª vez para defender o Galo.

Os 50 maiores artilheiros da história do Atlético



Hulk chegou ao Atlético em janeiro de 2021. O começo não foi fácil. No período de readaptação ao futebol brasileiro, o camisa 7 conviveu com dificuldades. Ele era, inclusive, reserva na equipe do técnico Cuca. A contratação do astro chegou a ser questionada por alguns torcedores, especialmente depois de uma expulsão no clássico contra o Cruzeiro (derrota por 1 a 0, pelo Campeonato Mineiro).

O atacante chegou a cobrar publicamente mais chances ao técnico Cuca. A entrevista aconteceu logo após a vitória do Galo por 1 a 0 sobre o Athletic, pelo Campeonato Mineiro. "Desde que o professor Cuca chegou aqui, eu não tive uma sequência de três, quatro jogos seguidos, o que é muito difícil. Estava há três meses sem jogar e não ter uma sequência, é muito difícil. A cobrança é grande. Tem que ter cobrança, mas para isso precisa de tempo para apresentar o futebol e aceitar essas cobranças", relatou na época.

Cuca evitou aumentar a polêmica. E, no jogo seguinte, a cobrança surtiu efeito. Hulk entrou em campo no intervalo da partida contra o América de Cáli, pela Libertadores, no Mineirão. O jogo estava 0 a 0. Com um gol de pênalti e outro após assistência de Savarino, ele comandou a vitória do Galo por 2 a 1. A partir dali, o futebol do astro explodiu. 

Hulk passou a ser titular e o jogador mais decisivo do Atlético. Na temporada 2021, ele marcou 36 gols e deu 12 assistências. Apesar de ter perdido o pênalti que ajudou a eliminar o Galo na semifinal da Copa Libertadores para o Palmeiras, o camisa 7 foi o grande nome do ano mais vencedor da história alvinegra.

Maiores artilheiros do Atlético na Copa Libertadores



Em 2021, Hulk foi artilheiro do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil. Ele foi o craque da Série A e ajudou o Galo a quebrar o jejum de 50 anos sem o título. O ídolo ainda fechou a última temporada com o bicampeonato da Copa do Brasil.

Só pela última temporada, Hulk já passou a ser considerado pelos torcedores do Atlético como um dos maiores jogadores da história do clube. Mas o grande futebol não parou no ano passado. Em 2022, o atacante segue como "o cara" do Galo.

Hulk foi o artilheiro do Campeonato Mineiro, conquistado pela terceira vez seguida pelo Galo. Na Supercopa do Brasil, fez o gol que levou a disputa com o Flamengo para os pênaltis. O craque ainda acertou as duas cobranças que fez e ajudou o Atlético a levantar mais uma taça.

Neste ano, Hulk soma 23 gols e cinco assistências. Ele atingiu alguns números históricos pelo Galo. Ao balançar as redes 59 vezes, se tornou o 34° maior artilheiro da história do Atlético (e tem espaço para subir muito mais na lista). 

Top 15 dos maiores goleadores do Atlético no Campeonato Brasileiro



Hulk também é o 10° maior artilheiro da história do Galo no Campeonato Brasileiro, com 26 gols (empatado com Leonardo Silva), e o maior goleador de todos os tempos do Atlético na Copa Libertadores (marcou 11 vezes, mesmo número de Jô).

O astro tem muito tempo para ampliar ainda mais a idolatria no Atlético. Recentemente, renovou o contrato até o fim de 2024. A expectativa da massa é para que os próximos anos sejam, assim como 2021, de grandes conquistas para o Galo e para Hulk.

Duelos entre mineiros e cariocas na Copa do Brasil



Compartilhe