Chape

CAMPEONATO BRASILEIRO

Cruzeiro é surpreendido pela Chapecoense, perde em casa e aumenta pressão

Resultado deixa a Raposa com apenas seis pontos em seis jogos na Série A

postado em 26/05/2019 20:58 / atualizado em 28/05/2019 10:54

<i>(Foto: Ramon Lisboa/EM/DAPress
)</i>

Em má fase, o Cruzeiro voltou a decepcionar a torcida neste domingo. Jogando em casa, no Independência, o time de Mano Menezes foi surpreendido e acabou batido pela Chapecoense por 2 a 1, em confronto da 6ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols do time visitante foram marcados por Rildo e Diego Torres; Thiago Neves descontou para a Raposa.

A equipe celeste chegou ao quinto jogo sem vitória, contando partidas de todas as competições. O último triunfo foi no dia 5 de maio: 2 a 1 sobre o Goiás, no Mineirão. O momento ruim aumenta a pressão sobre o técnico Mano Menezes, os jogadores e a diretoria.

Com a derrota, o Cruzeiro estacionou nos seis pontos, na 16ª posição da Série A (clique aqui e veja a classificação). No próximo domingo, às 16h, no Pacaembu, a Raposa visita o São Paulo. No mesmo dia, a Chapecoense recebe o Palmeiras, na Arena Condá.

Cruzeiro ofensivo

Mano escalou um time mais ofensivo. Ele entrou em campo com apenas um volante, o experiente Henrique. No meio, organizou o time com Robinho, Thiago Neves, Rodriguinho e Marquinhos Gabriel. No aquecimento, Edilson sentiu dores na panturrilha e não foi para o jogo. Romero entrou na lateral direita.

O Cruzeiro começou o jogo pressionando. Nos primeiros 10 minutos, chegou a ter 70% de posse de bola. Em campo, Marquinhos Gabriel se destacava pelas jogavas incisivas pelo lado esquerdo. O time de Mano, contudo, errava muito quando se aproximava do gol adversário.

A Chapecoense aos poucos foi equilibrando o jogo. A melhor chance veio com Rildo, aos 12 minutos. Ele tabelou com Everaldo na entrada da área, recebeu nas costas de Dedé e chutou por baixo. Fábio desviou, a bola pegou na trave direita e não entrou.

Embora pressionasse, o Cruzeiro era improdutivo, pouco criava. As melhores chances vieram com Thiago Neves. Aos 39', ele arriscou e a bola passou rente ao travessão. Aos 42', cobrou falta e a bola quicou, resvalando na trave.

Derrota amarga

Logo no início do segundo tempo, a Chapecoense abriu o placar. Aos 7', Elicarlos experimentou de fora da área, e Fábio soltou a bola na pequena área. Rildo tirou do goleiro e mandou para o gol: 0 a 1.

Mas o Cruzeiro reagiu rápido. Quatro minutos depois, Thiago Neves marcou um golaço. Ele recebeu de Robinho com liberdade na entrada da área e chutou no ângulo do goleiro Tiepo: 1 a 1.

Depois do gol, o time de Mano Menezes seguiu pressionando a Chapecoense, mas não conseguiu transformar o volume de jogo em gol. Em uma das poucas escapadas, o time de Ney Franco marcou o gol da vitória. Everaldo cruzou para Aylon, que tentou chapelar Dedé. A bola subiu e ficou na medida para Diego Torres. O camisa 12 testou firme no canto de Fábio: 1 a 2.



CRUZEIRO 1 X 2 CHAPECOENSE

CRUZEIRO
Fábio; Romero, Dedé, Leo e Egídio; Henrique, Robinho, Rodriguinho (Pedro Rocha), Thiago Neves (David) e Marquinhos Gabriel (Lucas Silva); Fred
Técnico: Mano Menezes

CHAPECOENSE
Tiepo; Caíque Sá (Bryan), Gum, Douglas e Bruno Pacheco; Elicarlos, Márcio Araújo e Gustavo Campanharo (Diego Torres); Arthur Gomes, Rildo (Ailon) e Everaldo
Técnico: Ney Franco

Gols: Rildo e Diego Torres (Chapecoense) e Thiago Neves (Cruzeiro)
Cartões amarelos: Dedé (Cruzeiro) e Rildo, Bryan e Bruno Pacheco (Chapecoense)

Local: Estádio Independência
Data: domingo, 26 de maio
Horário: 19h
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)
Assistentes: Alessandro Rocha de Matos (BA) e Fabrício Vilarinho da Silva (GO)

Tags: chapecoensesc brasileiro cruzeiroec seriea