Chape

SÉRIE A

Sob vaias, Fluminense sofre para empatar com a Chapecoense no Maracanã

Tricolor volta a decepcionar em casa e provoca ira da torcida

postado em 26/10/2019 21:43 / atualizado em 26/10/2019 21:58

<i>(Foto: Mailson Santana/Fluminense)</i>
O Fluminense voltou a decepcionar sua torcida no Campeonato Brasileiro. O Tricolor das Laranjeiras não passou de um empate por 1 a 1 com a Chapecoense em partida disputada na noite deste sábado, no Maracanã. O resultado fez a equipe carioca chegar aos 30 pontos e ocupar a 16ª posição, enquanto a Chapecoense é a penúltima colocada com 18 pontos. No final da partida, a torcida vaiou demoradamente a equipe da casa. Os gols foram marcados por Everaldo para a equipe catarinense, enquanto Marcos Paulo igualou o placar.

Com o armador Paulo Henrique Ganso no banco de reservas, o Fluminense começou bem a partida, mas desperdiçou inúmeras chances para marcar e acabou surpreendido pela Chapecoense que saiu na frente. A equipe dirigida por Marcão conseguiu a igualdade, mas faltou inspiração aos atacantes para aproveitar as oportunidades que surgiram durante a partida.

Na próxima rodada, o Fluminense vai enfrentar o Ceará, no Castelão; a Chapecoense vai visitar o Atlético, quarta-feira que vem, no Independência.

O jogo


O Fluminense começou a partida a todo vapor. Logo no primeiro minuto, Yony González fez ótima jogada individual e chutou forte. O goleiro João Ricardo deu rebote e o colombiano bateu outra vez, mas a bola se chocou no pé da trave. O Tricolor das Laranjeiras seguiu pressionando e, aos 11 minutos, foi a vez de Wellington Nem desperdiçar boa chance ao chutar por cima, após cruzamento de Caio Henrique. Dois minutos depois foi a vez de Daniel arriscar, da entrada da área, e a bola encobrir o travessão.

Diante da pressão tricolor, a Chapecoense não conseguia sair da defesa e se limitava a tentar bloquear os avanços do adversário. Só aos 17 minutos é que a equipe catarinense assustou quando Everaldo cruzou na pequena e Roberto chegou atrasado para concluir. O lance animou a Chape que assustou Muriel aos 19 minutos em cruzamento de Eduardo que quase encobriu Muriel, mas o goleiro tricolor se recuperou e fez a defesa.

Depois de tomar sustos, o time dirigido por Marcão tentou retomar a pressão e, aos 22 minutos, Nenê mandou a bomba e encobriu o travessão.

Aos 26, a Chapecoense marcou o primeiro gol. Bruno Pacheco investiu pela esquerda, se livrou de Gilberto e Allan e cruzou. Everaldo mergulhou, e de cabeça, colocou nas redes de Muriel. Dois minutos depois, os tricolores pediram pênalti, alegando que o chute de Wellington Nem bateu na mão de Rafael Pereira, mas a arbitragem mandou o jogo seguir.

Aos 33 minutos, Yony González recebeu na área e bateu forte para ótima defesa de João Ricardo. Logo depois, Caio Henrique cruzou para Nenê que recebeu na área e chutou cruzado, mas a bola bateu na rede, pelo lado de fora. A vantagem fez a Chapecoense recuar ainda mais, enquanto o Fluminense seguia desperdiçando chances como aconteceu aos 40 minutos quando Wellington Nem recebeu na área e mandou para fora.

Nos acréscimos, após cobrança de escanteio, Marcos Paulo subiu mais do que a zaga e testou para outra boa defesa de João Ricardo.

O Fluminense voltou para o segundo tempo com João Pedro no lugar de Wellington Nem, mas o primeiro momento de perigo foi criado pela Chapecoenseem chute de Roberto que quase complicou a defesa de Muriel. O Tricolor não se assustou e respondeu com uma cabeçada perigosa de Yony González, após cruzamento de Gilberto.

Aos seis minutos, o time carioca marcou o gol do empate. Após tabelar com Yony González, Daniel cruzou e Marcos Paulo se antecipou aos zagueiros e empurrou para as redes. Dois minutos depois, Muriel fez uma grande defesa para evitar o segundo da Chape. Roberto mandou a bomba, a bola desviou na zaga e o goleiro tricolor fez grande defesa.

O Fluminense desperdiçou duas chances incríveis aos 17 e 18 minutos com Yony González e Nino. Em lances sucessivos, os jogadores tricolores tiveram tudo para colocar a bola nas redes, mas não conseguiram concluir com acerto.

Depois de perder algumas oportunidades claras de gol, o Fluminense viu seu ritmo diminuir e a Chapecoense, sem ambições ofensivas, aproveitou para tentar esfriar ainda mais o jogo. Para tentar aumentar o poder ofensivo da equipe carioca, Marcão trocou o meia Daniel pelo atacante Lucão.

Aos 38 minutos, a torcida tricolor se agitou na arquibancada quando o técnico tricolor chamou o meia Paulo Henrique Ganso para entrar na vaga de Marcos Paulo. Mesmo na defesa, a Chapecoense conseguiu criar duas chances com Henrique Almeida, mas em embas as ocasiões, o atacante chutou mal e facilitou a defesa de Muriel.

Nos minutos finais, o Fluminense partiu para o desespero, mas seus atacantes seguiram errando nas conclusões e não conseguiram marcar o gol que seria o da vitória.

FLUMINENSE 1 X 1 CHAPECOENSE


FLUMINENSE
Muriel, Gilberto, Digão, Nino e Caio Henrique; Allan, Daniel(Lucão) e Nenê; Wellington Nem(João Pedro), Marcos Paulo(Paulo Henrique Ganso) e Yony González
Técnico: Marcão

CHAPECOENSE
João Ricardo, Eduardo(Renato), Rafael Pereira(Hiago), Maurício Ramos e Bruno Pacheco; Elicarlos, Márcio Araújo e Camilo(Dalberto); Roberto, Henrique Almeida e Everaldo
Técnico: Marquinhos Santos

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 26 de outubro de 2019 (Sábado)
Público: 18.751 presentes
Árbitro: Savio Pereira Sampaio (DF)
Assistentes: Daniel Henrique da Silva Andrade (DF) e Jose Reinaldo Nascimento Junior (DF)
VAR: Igor Benevenuto(MG)
Cartão Amarelo: Allan(Flu);Maurício Ramos, Everaldo, Eduardo, Henrique Almeida(Cha)
GOLS: Everaldo, 26min do 1ºT; Marcos Paulo, aos 6min do 2ºT

Tags: seriea maracanã fluminense vaias chapecoensesc tricolor