UAI


Pintado pede demissão da Chapecoense junto com executivo de futebol

Técnico de 63 anos tomou a decisão após a derrota por 3 a 0 para o Bahia no domingo passado

26/10/2021 15:05
compartilhe
Pintado não conseguiu emplacar bons resultados na Chapecoense
foto: Márcio Cunha/Chapecoense

Pintado não conseguiu emplacar bons resultados na Chapecoense

A derrota por 3 a 0 para o Bahia, fora de casa, no último domingo, marcou o fim do trabalho do técnico Pintado na Chapecoense. Na manhã desta terça-feira, ele pediu demissão e não dirige o clube catarinense nesta reta final de Campeonato Brasileiro. Junto com ele, também deixou o clube Carlos Kila, executivo de futebol.

Pintado, de 63 anos, assumiu o comando da Chapecoense no começo de agosto. Antes disso, trabalhou no Goiás e, apesar do bom início na Série B, o time caiu de rendimento. No ano anterior, fez bom trabalho no Juventude e levou o clube gaúcho ao acesso à elite nacional.

Na Chapecoense, porém, não conseguiu emplacar bons resultados e, em 14 jogos, somou apenas uma vitória, seis empates e sete derrotas - um aproveitamento de 21%. Pintado deixa o clube na lanterna (20.º lugar) com 13 pontos, 16 a menos do que o Juventude, primeiro time fora da zona de rebaixamento, com 99% de chance de voltar à Série B.

A Chapecoense marcou um pronunciamento na tarde desta terça-feira para oficializar as saídas e, além do próprio Pintado, contará com o presidente Gilson Sbeghen, o vice-presidente de marketing João Stakonski e o superintendente de futebol Neto.

Compartilhe