UAI

2

Com gol no fim, Criciúma arranca empate da Ponte Preta em casa na Série B

No Heriberto Hulse, Tigre perdia até os 47min da etapa final, quando Lohan deixou o placar igual e evitou o triunfo da Macaca fora de casa

15/07/2022 23:27 / atualizado em 16/07/2022 00:50
compartilhe
Criciúma buscou empate nos acréscimos em casa contra a Ponte Preta
foto: Celso da Luz/Criciúma

Criciúma buscou empate nos acréscimos em casa contra a Ponte Preta


Pela 18ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, a Ponte Preta visitou o Criciúma na noite desta sexta-feira, no Estádio Heriberto Hulse, em Santa Catarina, e empatou em 1 a 1. Artilheiro isolado da competição, Lucca abriu o placar para os visitantes, mas Lohan deixou tudo igual já nos acréscimos.



Assim, com a igualdade, a Macaca chegou aos 19 pontos e subiu da 16ª para a 14ª posição no nacional. Porém, ainda pode voltar à zona do rebaixamento ao fim da rodada. Isso porque está apenas a um ponto do Náutico - primeiro clube dentro do Z4. Pelo outro lado, a equipe catarinense perdeu a chance de encostar no G4 - soma 24 pontos, na sétima colocação. Caso triunfasse, empataria com o Sport, mas assumiria o quinto lugar pelos critérios de desempate.

A Ponte Preta voltará a campo na próxima quarta-feira, às 19h (de Brasília), em confronto direto na briga contra o rebaixamento. Por sua vez, o Criciúma duela pela parte de cima da tabela com o Tombense, fora de casa, no dia anterior, também a partir das 19h.

O JOGO


Mesmo longe de seus domínios, mas buscando manter uma invencibilidade que alcança o quinto jogo consecutivo, a Ponte Preta abriu o marcador logo aos três minutos do primeiro tempo. No primeiro escanteio a favor da Macaca, Norberto colocou a bola na área, Artur desviou no primeiro pau e Lucca, na outra trave, cabeceou para o fundo do gol. O camisa 10 somou seu nono gol na competição e se isolou na artilharia.

Aos 14 minutos, o Criciúma respondeu e assustou o torcedor campineiro. Rômulo cruzou pela direita, Marquinhos Gabriel tentou o cabeceio a bola passou venenosa pelo lado de fora do gol.

Já na reta final da etapa inicial, aos 35 minutos, a Ponte conseguiu fazer o 2 a 0, mas não valeu. Lucca recebeu no meio, avançou sozinho e encobriu o goleiro Gustavo. Porém, a arbitragem anotou impedimento do atacante paulista. A decisão foi analisada e confirmada pelo VAR.

Ainda antes dos 45 minutos finais se encerrarem, nos acréscimos, os jogadores reservas da Ponte Preta, que faziam trabalho de aquecimento atrás do seu gol, reclamaram muito de possíveis ofensas racistas provenientes da torcida catarinense. Entretanto, após a polícia militar aparecer e controlar a confusão, o jogo foi retomado.

Na volta do intervalo, o Criciúma levou perigo duas vezes antes dos 15 minutos do segundo tempo. Aos oito, Marquinhos Gabriel recebeu na entrada da área e bateu firme, mas a bola foi para fora. Quatro minutos depois, talvez a melhor chance dos mandantes na partida. Após cobrança de escanteio, Caio Dantas recebeu livre na segunda trave, dentro da pequena área, porém cabeceou para fora.

Logo na reta final, o Criciúma implacou forte pressão sobre a Ponte Preta. Aos 38 minutos, Hélder colocou na cabeça de Alexandre Tam, que  desviou por cima, de frente para o gol. Um minuto depois, Felipe Mateus recebeu passe dentro da área e finalizou, mas Caíque França salvou com a ponta dos dedos.

Dentro dos acréscimos, aos 47 minutos da etapa complementar, os donos da casa finalmente empataram. Caíque França fez linda defesa em bomba de fora da área de Fellipe Mateus, mas Lohan apareceu no rebote para estufar as redes e deixar tudo igual no marcador.

Compartilhe