Cruzeiro

CRUZEIRO

Cruzeiro: postagem da contratação de Pastana liderou em 'engajamento'

Alto engajamento teve relação com a forte rejeição do nome entre os torcedores do Cruzeiro

postado em 09/06/2021 19:39 / atualizado em 09/06/2021 19:49

(Foto: Cruzeiro/divulgação)
O portal MKTEsportivo.com, especializado em gestão e marketing esportivo, divulgou nesta quarta-feira que a postagem do Cruzeiro sobre a contratação do diretor de futebol Rodrigo Pastana foi a que teve o melhor engajamento no Twitter entre os dias 2 e 8 de junho. Com 74 mil interações, ela superou as demais divulgações feitas pelo clube nesta rede social.

O detalhe é que o alto engajamento teve relação com a forte rejeição do nome entre os torcedores do Cruzeiro. Sucessor de André Mazzuco, que foi para o Santos, Rodrigo Pastana foi anunciado no dia 6 de junho em meio a protestos nas redes sociais do clube. No sábado (5), houve até manifestação de organizadas na porta da Toca da Raposa II devido ao acordo iminente.




Em sua apresentação, Pastana chegou a comentar sobre a rejeição que teve entre os cruzeirenses, mas prometeu trabalho para mudar o cenário. “Tomei conhecimento. Vejo com total respeito. É mais uma responsabilidade que tenho com a Nação Azul de me empenhar cada vez mais e mudar esse índice de rejeição. Torço para que, abraçados, no fim da Série B, a gente mude essa rejeição considerável que estou tendo. Estou ciente sim da rejeição e dos protestos”, disse.

A rejeição da torcida do Cruzeiro teve relação com polêmicas envolvendo o nome de Pastana no decorrer de sua carreira como executivo de futebol.

Improbidade administrativa

 
Em 2012, quando trabalhava no Grêmio Barueri, Pastana foi acusado de improbidade administrativa pelo Ministério Público de São Paulo. Ele teria, de acordo com a denúncia, usado dinheiro público de maneira irregular. De acordo com o executivo, o processo já foi extinto.
 
“Vem de um convênio que o Barueri tinha com a Prefeitura de Barueri. Eu nunca fui funcionário público. Eu era sócio minoritário do clube. Fomos absolvidos do processo em 2018. Desse processo já fomos absolvidos”, garantiu.
 

Acusações de Argel

 
Em setembro de 2020, o técnico Argel Fucks foi demitido do CSA pouco antes da contratação de Rodrigo Pastana. Em áudios vazados, o treinador afirmou que o clube fazia um favor ao dispensá-lo, uma vez que o pouparia de trabalhar com o executivo.

Argel afirmou, entre outras coisas, que Pastana era 'o maior pilantra no meio do futebol'. "Cuidado com seu bolso que esse cara é ladrão. Toma dinheiro de empresário, de jogador. O senhor contratou uma raposa para tomar conta das galinhas, então abra o olho”, disse o treinador em áudio enviado ao presidente do CSA, Rafael Tenório. 

Pastana disse que processou Argel. “Sobre as acusações, todo mundo que me conhece sabe que são totalmente infundadas. Ele vai responder na Justiça por tudo que falou. Agora, uma coisa que nos deixa indignados no Brasil é que, quem acusa, não precisa provar. Quem se defende que precisa provar. Eu prefiro não comentar mais sobre isso”, disse.
 

Críticas de Jadson

 
No segundo semestre do ano passado, quando era dirigente do Coritiba, Pastana se envolveu em polêmica com o meia Jadson e o Corinthians. Ao explicar porque o Coxa não contrataria o meio-campista, Pastana afirmou que o jogador "não vinha performando em treinamentos, que ele vinha tendo lesões puramente por performance, que ele já não tinha o mesmo interesse de antes".
 
Naquela oportunidade, o Corinthians repudiou a declaração de Pastana por meio de nota. Jadson e seus representantes prometeram ajuizar uma ação contra o dirigente.

Pastana admitiu culpa neste episódio. “Foi uma expressão equivocada da minha parte, na época. São bastidores que a gente confere informações dos jogadores. Na época, as informações não foram boas e me equivoquei de externar isso em uma coletiva porque havia uma tentativa de pressão no Coritiba. Mas me desculpo com o próprio Jadson”, disse.
 

Manifestações das torcidas de Paraná, Coritiba, ABC e Figueirense

 
Ao longo das últimas semanas, durante as manifestações contrárias ao nome de Pastana, cruzeirenses recuperaram imagens de protestos de torcedores de Paraná, Coritiba, ABC e Figueirense pedindo a saída do dirigente (veja abaixo). 
 
Na apresentação ao Cruzeiro, o executivo foi questionado sobre os quatro episódios. “Sou um cara democrático. Acho que a torcida tem direito de se manifestar contra ou a favor de fulano ou beltrano. Hoje, no futebol, existe a paixão. Sempre existiu, mas hoje está deflagrado nas mídias sociais”, disse.
“Existiram manifestações, mas sobre os quatro clubes, três deles eu tive acessos. Figueirense, Paraná e Coritiba. Foram fatos isolados que aconteceram. No ABC, talvez não tenha feito grande trabalho no início de 2015. Mas logo em seguida fui contratado pelo Ceará e conseguimos fazer, com uma campanha quase de acesso, que o Ceará não fosse rebaixado”, completou. 

Tags: cruzeiro twitter marketing serieb copadobrasil interiormg mercadobola rodrigo pastana