Cruzeiro

CRUZEIRO

Cruzeiro é obrigado a pagar R$ 7 milhões por dívida de Arrascaeta

TAS determina clube a quitar pendência com Defensor-URU em até 30 dias sob pena de 'transfer ban'

postado em 10/06/2021 13:11 / atualizado em 10/06/2021 13:33

(Foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
O Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) determinou o Cruzeiro a pagar mais de R$ 7 milhões ao Defensor Sporting, do Uruguai, por dívida pela compra de De Arrascaeta, realizada em janeiro de 2015. Com a decisão publicada no dia 28 de maio deste ano, a entidade mantém a condenação da Fifa e obriga o clube celeste a quitar a pendência em até 30 dias após a notificação. Em caso de descumprimento, a Raposa será impedida de registrar novos jogadores. 

A informação foi divulgada primeiramente pelo portal Goal e confirmada pela Superesportes, nesta quinta-feira. 

Em 28 de maio, TAS negou o recurso do Cruzeiro que pedia revisão da condenação do Comitê Disciplinar da Fifa a respeito da cobrança do Defensor pela transferência de Arrascaeta.  Sob a nova pena de transfer ban, o clube mineiro, até o fim deste mês, precisa desembolsar aos uruguaios 1.151.500 euros (cerca de R$ 7,1 milhões), além  20 mil francos suíços ( cerca de R$ 113,1 mil) por custas de despesas processuais sob a pena do ‘transfer ban’, perda de pontos na Série B do Campeonato Brasileiro e queda de divisão. 

Em agosto de 2019, o Cruzeiro foi condenado pelo Comitê Disciplinar da Fifa no caso. O clube, no entanto, recorreu da decisão e levou o imbróglio a ser decidido pelo TAS.


Entenda o caso

 
Destaque do Defensor-URU na Copa Libertadores de 2014, Arrascaeta foi comprado pelo Cruzeiro por 4 milhões de euros (na época, cerca de R$ 12 milhões por 50% dos direitos econômicos), em janeiro de 2015. O empresário Pedro Lourenço, dono do Supermercados BH, emprestou ao clube 50% do valor, repassado de imediato aos uruguaios.

A outra metade seria paga de forma parcelada. Em função desse atraso, o Defensor-URU recorreu à Fifa para tentar receber o dinheiro.

A venda de Arrascaeta ao Flamengo, em janeiro de 2019, causou irritação no Defensor-URU. Isso porque o Cruzeiro não fez nenhum movimento pela quitação definitiva da dívida. A transferência custou ao clube carioca 18 milhões de euros (R$ 76,5 milhões) por 70% dos direitos econômicos do meia. 

Desse valor, o Cruzeiro recebeu 13 milhões de euros (R$ 55,2 milhões), já que detinha 50% em parceria com a rede varejista Supermercados BH. Os outros 20%  correspondiam à fatia do Defensor. 

Em quatro anos no Cruzeiro, Arrascaeta se tornou o maior artilheiro estrangeiro, com 50 gols em 188 jogos. O uruguaio balançou a rede em todas as finais conquistadas pelo clube: Campeonato Mineiro de 2018 e Copas do Brasil de 2017 e 2018.

Tags: cruzeiro serieb interiormg arrascaeta