Especulado no Grêmio, Fábio ficará no Cruzeiro, garante diretoria

Jogador de 40 anos é o único ídolo do atual elenco celeste

12/07/2021 09:54 / atualizado em 12/07/2021 14:39
compartilhe
Fábio tem contrato até o fim deste ano com o Cruzeiro
foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Fábio tem contrato até o fim deste ano com o Cruzeiro



Fábio foi um dos goleiros sondados pelo Grêmio , que acabou de acertar a rescisão de Paulo Victor . A informação foi noticiada pelo portal GZH , do Rio Grande do Sul. Em contato com o Superesportes , um integrante da diretoria do Cruzeiro garantiu que não há 'nenhuma chance' de saída do camisa 1 da Raposa.

Hoje, o Grêmio tem jovens atletas para a posição. Gabriel Chapecó , de 21 anos, foi destaque no último Grenal e evitou uma derrota do Tricolor ao fazer pelo menos três grandes defesas. O jogo ficou no 0 a 0. O time gaúcho ainda tem Adriel, de 20 anos, e Brenno, de 22.

O técnico Felipão quer um goleiro experiente para fazer parte do elenco. Ele trabalhou com Fábio até janeiro deste ano, quando dirigiu o time celeste. O atleta de 40 anos é um dos nomes indicados pelo treinador gaúcho, que fez sua reestreia no comando do Grêmio no último clássico, no sábado, na Arena.

Fábio é o jogador que mais vezes atuou pelo Cruzeiro na história, com mais de 900 jogos. Ele tem contrato com o clube até dezembro de 2021. Além dele, o técnico Mozart tem como opções Vitor Eudes e Vinícius . Como foi punido pela Fifa , a Raposa não pode registrar novos jogadores. Dessa forma, caso perca o goleiro, o time celeste não terá condições de contratar um substituto.

Fábio iniciou sua trajetória no Cruzeiro no primeiro semestre de 2000, quando jogou como titular na vitória sobre o Universal-RJ por 2 a 0, em 4 de março, no Mineirão. Três meses depois, em 9 de julho, era reserva de André no time que bateu o São Paulo de virada, por 2 a 1, também no Gigante da Pampulha, e faturou o tri da Copa do Brasil.

No segundo semestre de 2000, Fábio acertou com o Vasco e integrou o grupo campeão brasileiro como suplente de Helton. Quatro anos e meio depois, em janeiro de 2005, retornou ao Cruzeiro para não sair mais. Desde então, ganhou mais duas Copas do Brasil (2017 e 2018), dois Brasileiros (2013 e 2014), sete Mineiros (2006, 2008, 2009, 2011, 2014, 2018 e 2019) e vários prêmios individuais, como o de melhor goleiro da Série A em 2010 e 2013.

Reforços contratados pelo Cruzeiro em 2021



Compartilhe