Cruzeiro: Sérgio traça perfil ideal de investidor e revela conversa inicial

Dirigente, contudo, afirmou que não há nenhuma proposta formalizada

15/07/2021 12:38 / atualizado em 20/07/2021 09:57
compartilhe
Sérgio Rodrigues: 'A gente quer ver a proposta que seja a melhor para o Cruzeiro'
foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Sérgio Rodrigues: 'A gente quer ver a proposta que seja a melhor para o Cruzeiro'



O presidente do CruzeiroSérgio Santos Rodrigues, traçou o perfil ideal de investidores para o projeto clube-empresa: estrangeiros e com know-how no futebol. Segundo o dirigente, a Raposa já participou de conversas iniciais, mas nada de concreto foi formalizado. Aprovada na Câmara dos Deputados nessa quarta-feira, o projeto de lei (5.516/2019) que cria a Sociedade Anônima do Futebol (SAF) agora segue para sanção do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para entrar em vigor.

"A gente traçou o perfil ideal que a gente gostaria, que seria grupo provavelmente estrangeiro, porque tem muito estrangeiro querendo colocar dinheiro no Brasil ainda mais pelo cenário econômico com a desvalorização do real em relação ao dólar, e com know-how no futebol. É o que a gente gostaria e aí obviamente a gente faria um trabalho em conjunto e nós vamos definir o que eles vão indicar e vai depender de cada caso", disse o dirigente, em entrevista à Rádio 98FM.

"A gente já teve conversa preliminar com um grupo e que gostaria da nossa participação, tem grupo que gostaria de assumir a gestão 100% e tem grupo que está pensando apenas no financeiro, quer colocar dinheiro e deixar a gestão como está sendo feita e ter a cobrança e fiscalização do retorno financeiro", acrescentou o presidente.

Sérgio Rodrigues disse que pode deixar a gestão com investidores, caso haja proposta. "São três perfis completamente diferentes que a gente já conversou, mas a gente quer ver a proposta. E que seja a melhor proposta, qualquer uma delas a gente vai acatar. Não existe vaidade nenhuma da nossa parte. Se chegar alguém que vai resolver o problema do Cruzeiro e querer assumir a gestão  do futebol, vai ser feito sem problema nenhum".

Nas últimas semanas, a Raposa, que tem dívida total de cerca de R$ 1 bilhão, já começou a receber empresários para tratar do projeto. Ao Superesportes, em 15 de junho, Aquiles Diniz detalhou a ideia da criação de um fundo de R$ 500 milhões. O Cruzeiro tem Reunião Extraordinária convocada para 3 de agosto para aprovação do projeto de clube-empresa.  

Compartilhe