Cruzeiro revê Conceição e ex-parceiro de Arrascaeta em duelo contra o Remo

Técnico foi demitido pela Raposa após ser eliminado para a Juazeirense na Copa do Brasil; Gedoz já esteve na mira do clube, mas também foi 'carrasco'

19/07/2021 10:30 / atualizado em 19/07/2021 16:33
compartilhe
Felipe Conceição e Gedoz venceram as duas últimas partidas com o Remo
foto: Divulgação/Remo

Felipe Conceição e Gedoz venceram as duas últimas partidas com o Remo

Em crise por causa da péssima campanha na Série B do Campeonato Brasileiro - 16º lugar, com 11 pontos -, o Cruzeiro tentará amenizar a pressão de sua torcida no duelo contra o Remo, às 19h desta terça-feira, no estádio Baenão, pela 13ª rodada. A partida em Belém, capital do Pará, marcará o reencontro com “velhos conhecidos” do clube.

Quem está no comando do Remo é Felipe Conceição, que dirigiu o Cruzeiro no primeiro semestre de 2021. Contratado no dia 30 de janeiro, o treinador contabilizou oito vitórias, três empates e oito derrotas em 19 jogos, com 21 gols marcados e 18 sofridos. Ele deixou a Toca em 9 de junho, após a eliminação para a Juazeirense, da Bahia, na terceira fase da Copa do Brasil.

As partes divergiram sobre o rompimento do contrato. O presidente do Cruzeiro, Sérgio Santos Rodrigues, alegou que a saída foi em comum acordo, porém Felipe Conceição disse ter sido demitido e acionou o clube na Câmara Nacional de Resoluções de Disputas (CNRD) solicitando a publicação do distrato no Boletim Informativo Diário da CBF. A decisão foi em favor do técnico, que foi registrado pelo Remo em 7 de julho.

Conceição já dirigiu o Leão Azul em três partidas. Nos últimos dois jogos, foram duas vitórias sobre Brusque (2 a 1) e Ponte Preta (2 a 1). Na estreia, perdeu para o Vila Nova por 3 a 2. O Leão é o 14º colocado da competição, com 13 pontos.

Entre os jogadores do elenco do Remo há um que os torcedores mineiros conhecem não por ter defendido o clube, mas por ter sido “carrasco” na temporada 2014. Trata-se do meia-atacante Felipe Gedoz, de 28 anos, que ficou conhecido pela parceria com Arrascaeta no Defensor do Uruguai.

Em 2014, a dupla foi importante para a ótima campanha do time uruguaio na Copa Libertadores. Na ocasião, eles chegaram até as semifinais do torneio e foram eliminados pelo Nacional-PAR.

Na fase de grupos, o Defensor enfrentou o Cruzeiro em duas ocasiões. No Uruguai, Gedoz marcou os dois gols da vitória por 2 a 0 - um cobrando falta e outro com assistência de Arrascaeta, que chapelou Everton Ribeiro e Nilton antes de dar o passe. No Mineirão, voltou a balançar a rede no empate por 2 a 2. A Raposa se classificou para as oitavas de final na segunda posição, com 10 pontos, enquanto o Defensor passou em primeiro, com 11.

Em 2015, o Cruzeiro comprou 50% dos direitos econômicos de Arrascaeta ao Defensor, por 4 milhões de euros, e também sondou a situação de Gedoz, que havia sido vendido ao Club Brugge. À época, a diretoria belga teria pedido 7 milhões de euros para liberar o atleta, e a negociação não avançou.

Em janeiro de 2017, o Athletico-PR investiu 1,5 milhão de euros na aquisição de Gedoz, que alternou bons e maus momentos no clube. Posteriormente, o meia passou por Goiás, Vitória, Nacional-URU e por fim Remo, pelo qual já marcou 11 gols em 43 partidas desde novembro de 2020.

O elenco do Leão ainda tem outro atleta com raízes no Cruzeiro. O volante Anderson Uchoa, de 29 anos, é cria da Toquinha e chegou a disputar sete partidas no time principal sob o comando do técnico Adilson Batista, entre 2009 e 2010.

Compartilhe