Cruzeiro

CRUZEIRO

Luxemburgo diz que não foi procurado pelo Cruzeiro após saída de Mozart

Preferido do clube celeste, técnico tratou tema como especulação

postado em 01/08/2021 19:40 / atualizado em 01/08/2021 21:18

(Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

Vanderlei Luxemburgo garantiu que não foi procurado para assumir o comando do Cruzeiro após a saída de Mozart Santos. Preferido do clube celeste, o treinador de 69 anos ressaltou que tem deixado de atender vários telefonemas de Belo Horizonte, supondo que são jornalistas esportivos tentando entrar em contato, para não alimentar especulações.

“Tem o pessoal de Minas ligando, mais a imprensa especulando, mas eu não atendo porque fica só na especulação, e isso não é legal. Ninguém do Cruzeiro conversou comigo, para ficar bem claro isso aí”, disse Luxa, em participação neste domingo no programa Só Técnicos, da Rádio Capital, de São Paulo.

Em outros dois momentos, Vanderlei voltou a ser questionado pelo apresentador Olivério Júnior sobre o interesse do Cruzeiro. O técnico reforçou não ter conversado com ninguém do clube desde o desligamento de Mozart.

“Não, nenhum contato, de ninguém do Cruzeiro. Mais uma vez especulação, mas o contato do Cruzeiro realmente não teve. Não quero falar sobre isso porque o pessoal acha que a gente fala que não teve contato e está jogando para a imprensa. Não tem nada disso, só não teve contato. Tudo que está saindo aí é especulação, é tudo mentira. Se alguém falou que vou apresentar, e não sei o quê, é igual aconteceu com o Botafogo”.

“A especulação é maldosa. A pessoa não tem o que fazer e diz: ‘ah, o Luxemburgo conversou com fulano, sicrano, beltrano e vai fazer isso, vai mandar fulano embora, vai fazer aquilo’. Cara, se ninguém conversar comigo, como vou fazer alguma coisa? Acho que a pessoa tem que parar com isso, com essa coisa de especular, como se fosse uma verdade absoluta. Se não tive contato, como posso ter tido uma conversa?”.

No último dia 25 de julho, também no programa Só Técnicos, Vanderlei havia revelado contatos com o presidente Sérgio Santos Rodrigues e o conselheiro Pedro Lourenço, que patrocina o clube por meio do Supermercados BH. Na ocasião, Luxa explicou que não abriria nenhuma negociação enquanto a Raposa tivesse um treinador - Mozart ainda estava à frente do elenco.

“Andaram falando comigo, mas está muito confuso. O presidente do Cruzeiro (Sérgio Rodrigues) me passou uma mensagem, nos falamos pelo telefone. Tive uma conversa também com o Pedrinho, do Supermercados BH. Ficou nessa conversa, mas não avançamos em nada, não houve evolução sobre nada”.

“O Cruzeiro teve uma conversa, eu disse ao presidente que ele tinha um treinador e que ele precisava ser respeitado. E o Pedrinho me procurou sobre um processo futuro, que existia a possibilidade de fazer isso. Enquanto vocês têm um treinador, ele precisa ser respeitado. Não pode ser diferente”.

Vanderlei Luxemburgo tem grande história no Cruzeiro, pelo qual se sagrou campeão da Tríplice Coroa em 2003 - Campeonato Mineiro, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro. Contando os números de uma segunda passagem apagada, em 2015, o treinador dirigiu o time em 126 jogos, com 74 vitórias, 25 empates e 27 derrotas. 

Na última sexta-feira (30), o diretor de futebol Rodrigo Pastana fez um pronunciamento para anunciar que Mozart Santos pediu demissão depois do empate por 2 a 2 com o Londrina, no Mineirão, pela 15ª rodada da Série B. A equipe completou nove jogos sem vitória - três derrotas e seis empates - e permaneceu na zona de rebaixamento, em 18º, com 13 pontos.

“Boa noite à nação cruzeirense. Venho aqui infelizmente depois de mais um resultado que não esperávamos. Infelizmente as coisas não estão andando conforme a grandeza desse clube. Conversamos com o Mozart há pouco, e ele optou pelo pedido de demissão para que a gente possa andar por outro caminho em busca de outro profissional. Esperamos que nós tenhamos melhores resultados pela frente. Obrigado, me desculpe, um abraço”.

A expectativa da direção cruzeirense é definir o novo treinador antes do próximo compromisso na Série B, contra o Brusque, às 11h de sábado, no estádio Augusto Bauer, em Santa Catarina. De acordo com a Rádio Itatiaia, o clube monitora outros profissionais além de Luxemburgo - Dorival Júnior, que passou pela Toca em 2007, e Tiago Nunes, campeão da Copa Sul-Americana de 2018 e da Copa do Brasil de 2019 pelo Athletico-PR.

O profissional que topar o desafio terá de encarar vários percalços, a começar pela impossibilidade de fechar contratações devido ao “duplo” transfer ban na Fifa em razão de dívidas referentes às aquisições dos direitos econômicos do uruguaio Arrascaeta e do atacante Riascos, ambos em 2015. O Cruzeiro também lida com constantes atrasos salariais e uma dívida geral superior a R$900 milhões.

Tags: técnico Cruzeiro serieb interiormg futnacional Vanderlei Luxemburgo mercadobola