Com nova ajuda de mecenas, Cruzeiro espera pagar salários até fim da semana

Pedro Lourenço será responsável por novo aporte milionário no clube

27/09/2021 18:38 / atualizado em 27/09/2021 18:38
compartilhe
Com novo aporte de Pedro Lourenço, Cruzeiro deve pagar salários nesta semana
foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Com novo aporte de Pedro Lourenço, Cruzeiro deve pagar salários nesta semana

O Cruzeiro espera pagar, até o fim desta semana, parte dos salários atrasados do elenco e dos funcionários. O clube não confirma a informação, mas o Superesportes apurou com fontes ligadas à cúpula celeste que a expectativa é que o dinheiro esteja disponível até sexta-feira (1° de outubro).

Mais uma vez, a administração do presidente Sérgio Santos Rodrigues só conseguirá realizar os pagamentos graças à ajuda de Pedro Lourenço, do Supermercados BH. O empresário também foi o responsável por  quitar os vencimentos em agosto , quando o Cruzeiro contratou o técnico Vanderlei Luxemburgo.

Ao grupo de jogadores, o Cruzeiro deve  dois meses de salários . Em relação aos funcionários, os débitos alcançam até quatro meses - contando valores em aberto de 2020. Vale lembrar que a folha do mês de setembro tem vencimento previsto para quinta-feira da próxima semana (7 de outubro).

Na última semana, o diretor-técnico do Cruzeiro, Ricardo Rocha, concedeu entrevista à Rádio 98FM e reforçou a necessidade de o clube pagar salários em dia.  

"(...) Para que a coisa funcione, não cabe tanto atraso (salarial). Não cabe mais. No Cruzeiro ou em qualquer outra equipe. A gente tem uma mania de lembrar casos de clubes que atrasam e seguem ganhando. É um em um milhão. Normalmente, quem ganha é quem está em dia. O Cruzeiro tem que pensar em pagar em dia", disse.

Com discurso parecido, Luxemburgo disse no sábado que também não está satisfeito com os salários atrasados, mas que buscava uma solução. A reportagem apurou que o técnico foi fundamental para que Pedro Lourenço aceitasse bancar novamente os vencimentos em aberto.

"Óbvio que quando eu vim para cá, falei para pagar os salários, como foi pago, e continuar pagando em dia. Não estão em dia, como todo mundo sabe que não estão em dia, mas já conversei com os jogadores e em momento nenhum eles estão se afrouxando por causa do salário, eles estão dentro do trabalho", disse.

"Já conversei com jogadores e a diretoria, estamos indo em busca de uma solução. Eles sabem que eu estou insatisfeito, insatisfeito no sentido de que pagamento é feito para pagar, o empregador paga o empregado. Isso é uma coisa que é obrigação de ser feita", disse.

Sobre os salários atrasados, o Cruzeiro divulgou nota na semana passada. Leia abaixo, na íntegra:

É de conhecimento público que o Cruzeiro possui pendências em aberto com seus colaboradores. No entanto, a diretoria tem trabalhado incansavelmente para regularizar essa situação o quanto antes e mantido diálogos recorrentes com profissionais de todas as áreas. 

Sobre a viagem de Sérgio Santos Rodrigues à Europa. O presidente está bancando todos os custos do próprio bolso e cumprindo uma agenda que inclui compromissos de interesse do Cruzeiro, além de acompanhar mais um módulo do curso de Gestão de Clubes da Fifa, no qual o dirigente foi um dos poucos executivos do futebol brasileiro selecionados.

Compartilhe