Conselho do Cruzeiro adia reunião sobre expulsão de Wagner Pires de Sá

Reunião que analisaria a exclusão do ex-presidente do quadro de conselheiros da Raposa estava marcada para o dia 18 de outubro

15/10/2021 20:43 / atualizado em 15/10/2021 21:06
compartilhe
Wagner Pires de Sá foi presidente do Cruzeiro entre 2018 e 2019, e deixou o clube mediante renúncia um ano antes do término de seu mandato
foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Wagner Pires de Sá foi presidente do Cruzeiro entre 2018 e 2019, e deixou o clube mediante renúncia um ano antes do término de seu mandato

 
 
O Cruzeiro divulgou nota nesta sexta-feira (15) informando que a reunião organizada pelo Conselho Deliberativo celeste que analisaria a perda de mandato do conselheiro benemérito, Wagner Pires de Sá, foi adiada. 
 
Segundo o clube, o encontro, que estava marcado para a próxima segunda-feira (18), foi adiado "em função da necessidade de saneamentos formais do referido procedimento disciplinar, por zelo formal e para a manutenção do devido processo legal, com o objetivo de evitar eventual futura judicialização da questão". 
 
"Assim que o referido saneamento ocorrer, a reunião do Conselho Deliberativo será novamente convocada", informou a Raposa. 
 
 
Wagner Pires de Sá presidiu o Cruzeiro entre janeiro de 2018 e dezembro de 2019. Ele deixou o clube mediante renúncia, um ano antes do término de seu mandato, sob fortes denúncias de irregularidades administrativas. Ele era o presidente da Raposa durante a campanha que resultou no rebaixamento celeste ao final do Brasileirão 2019. 
 

Confira a nota completa divulgada pelo Cruzeiro: 

 
Prezados (as) Conselheiros e Conselheiras,

Informamos que a Reunião Extraordinária do Conselho Deliberativo do Cruzeiro Esporte Clube, marcada para o próximo dia 18 de outubro de 2021, e que tem como pauta a perda do mandato do Conselheiro Benemérito Wagner Pires de Sá, está momentaneamente adiada, para que diligências finais do processo sejam conduzidas. 

A mudança ocorre em função da necessidade de saneamentos formais do referido procedimento disciplinar, por zelo formal e para a manutenção do devido processo legal, com o objetivo de evitar eventual futura judicialização da questão, que poderia acarretar mais atrasos ao processo que vem sendo conduzido pela Comissão de Ética, Disciplina e Corregedoria.

Assim que o referido saneamento ocorrer, a reunião do Conselho Deliberativo será novamente convocada.

Contamos com a compreensão de todos.
 
 

Compartilhe